Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Disputa por comissões em Vitória

A Câmara de Vitória volta do recesso e decide nesta semana o novo comando das comissões permanentes na Casa. Como ocorreu na Assembleia, a disputa é acirrada entre o grupo do prefeito Luciano Rezende e o que se declara independente na composição das principais comissões: Justiça e Finanças.

Hoje, a Comissão de Justiça é presidida por Leonil Dias e a de Finanças, por Denninho Silva, os dois do PPS e aliados do prefeito. Mas eles não devem ser reeleitos.

O grupo que colocou Cléber Félix na presidência, a contragosto do prefeito, é maioria e quer fechar uma chapa de consenso, mas tendo Sandro Parrini (PDT) à frente da Comissão de Justiça e Dalto Neves (PTB) em Finanças. Já a intenção do grupo ligado ao prefeito é ter ao menos dois vereadores do PPS em cada uma dessas comissões e não aceitam Roberto Martins (PTB) e nem Mazinho dos Anjos (PSD) no comando.

Grupo dos advogados
A ideia inicial do grupo ligado ao presidente da Câmara de Vitória, Cléber Félix, era compor a Comissão de Justiça com os cinco advogados da Casa: Mazinho dos Anjos (PSD), Roberto Martins (PTB), Davi Esmael (PSB), Sandro Parrini (PDT) e Dalto Neves (PTB), já que teriam mais intimidade com a área. Mas como o PPS ficou de fora, a ideia não vingou.

Voltou o amor?
Com a ida do vereador de Vitória Nathan Medeiros (PSB) para a Central de Serviços da Prefeitura e o convite do prefeito Luciano Rezende para que o vereador Davi Esmael (PSB) seja seu líder na Câmara, a leitura do mercado político é de que Luciano queira se reaproximar do PSB, após o afastamento gerado com a eleição da Mesa Diretora.

Chora, flamenguista!
O deputado estadual Luciano Machado desfilava pelos corredores da Assembleia com sua comenda Domingos Martins – que foi entregue por meio de faixa – na posse, na última sexta-feira, ouviu piada dos colegas. “Já me falaram que a única faixa que vou ganhar este ano é essa”. Ele é flamenguista.

Prestação de contas agora é mensal
Todos os órgãos públicos, estaduais e municipais, devem enviar até o próximo dia 15 ao Tribunal de Contas os dados referentes a gasto com pessoal no mês de janeiro.

Por determinação do TC-ES, o envio dos dados agora é mensal. As informações recebidas, que incluem remuneração de servidores e benefícios dos inativos, serão analisadas pelos auditores da Corte.

Blocão das Comissões será criado hoje
Os deputados estaduais se reúnem hoje para uma sessão solene que vai abrir a 19ª legislatura. Hoje também deve ser criado o blocão para definir a presidência das comissões permanentes da Casa. As mais disputadas continuam sendo a de Justiça e a de Agricultura – sendo que a deputada Janete de Sá deve ficar à frente desta. Previsão é que tudo seja apresentado na quarta-feira. O deputado Marcelo Santos vai ficar à frente do blocão das comissões.

Encontro em Brasília
O governador Renato Casagrande vai hoje a Brasília para uma reunião com outros governadores e com o ministro da Justiça, Sérgio Moro. Na pauta: segurança dos estados e o sistema prisional.

Na pauta
O projeto que concede um pacote de bondades aos servidores de Ibiraçu deve ser votado amanhã.

É a Geni?
“Por ser um dos Poderes mais transparentes, é também o que mais apanha”. Do governador Renato Casagrande ao se referir à Assembleia na posse dos deputados.

Missão impossível
É a do deputado estadual Marcelo Santos de chegar a um consenso no blocão das comissões.

Participação popular
O deputado federal Felipe Rigoni lançou o aplicativo “Nosso Mandato” para receber sugestões e opiniões sobre projetos.