Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Disputa por comissões em Vitória
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Disputa por comissões em Vitória

A Câmara de Vitória volta do recesso e decide nesta semana o novo comando das comissões permanentes na Casa. Como ocorreu na Assembleia, a disputa é acirrada entre o grupo do prefeito Luciano Rezende e o que se declara independente na composição das principais comissões: Justiça e Finanças.

Hoje, a Comissão de Justiça é presidida por Leonil Dias e a de Finanças, por Denninho Silva, os dois do PPS e aliados do prefeito. Mas eles não devem ser reeleitos.

O grupo que colocou Cléber Félix na presidência, a contragosto do prefeito, é maioria e quer fechar uma chapa de consenso, mas tendo Sandro Parrini (PDT) à frente da Comissão de Justiça e Dalto Neves (PTB) em Finanças. Já a intenção do grupo ligado ao prefeito é ter ao menos dois vereadores do PPS em cada uma dessas comissões e não aceitam Roberto Martins (PTB) e nem Mazinho dos Anjos (PSD) no comando.

Grupo dos advogados
A ideia inicial do grupo ligado ao presidente da Câmara de Vitória, Cléber Félix, era compor a Comissão de Justiça com os cinco advogados da Casa: Mazinho dos Anjos (PSD), Roberto Martins (PTB), Davi Esmael (PSB), Sandro Parrini (PDT) e Dalto Neves (PTB), já que teriam mais intimidade com a área. Mas como o PPS ficou de fora, a ideia não vingou.

Voltou o amor?
Com a ida do vereador de Vitória Nathan Medeiros (PSB) para a Central de Serviços da Prefeitura e o convite do prefeito Luciano Rezende para que o vereador Davi Esmael (PSB) seja seu líder na Câmara, a leitura do mercado político é de que Luciano queira se reaproximar do PSB, após o afastamento gerado com a eleição da Mesa Diretora.

Chora, flamenguista!
O deputado estadual Luciano Machado desfilava pelos corredores da Assembleia com sua comenda Domingos Martins – que foi entregue por meio de faixa – na posse, na última sexta-feira, ouviu piada dos colegas. “Já me falaram que a única faixa que vou ganhar este ano é essa”. Ele é flamenguista.

Prestação de contas agora é mensal
Todos os órgãos públicos, estaduais e municipais, devem enviar até o próximo dia 15 ao Tribunal de Contas os dados referentes a gasto com pessoal no mês de janeiro.

Por determinação do TC-ES, o envio dos dados agora é mensal. As informações recebidas, que incluem remuneração de servidores e benefícios dos inativos, serão analisadas pelos auditores da Corte.

Blocão das Comissões será criado hoje
Os deputados estaduais se reúnem hoje para uma sessão solene que vai abrir a 19ª legislatura. Hoje também deve ser criado o blocão para definir a presidência das comissões permanentes da Casa. As mais disputadas continuam sendo a de Justiça e a de Agricultura – sendo que a deputada Janete de Sá deve ficar à frente desta. Previsão é que tudo seja apresentado na quarta-feira. O deputado Marcelo Santos vai ficar à frente do blocão das comissões.

Encontro em Brasília
O governador Renato Casagrande vai hoje a Brasília para uma reunião com outros governadores e com o ministro da Justiça, Sérgio Moro. Na pauta: segurança dos estados e o sistema prisional.

Na pauta
O projeto que concede um pacote de bondades aos servidores de Ibiraçu deve ser votado amanhã.

É a Geni?
“Por ser um dos Poderes mais transparentes, é também o que mais apanha”. Do governador Renato Casagrande ao se referir à Assembleia na posse dos deputados.

Missão impossível
É a do deputado estadual Marcelo Santos de chegar a um consenso no blocão das comissões.

Participação popular
O deputado federal Felipe Rigoni lançou o aplicativo “Nosso Mandato” para receber sugestões e opiniões sobre projetos.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados