search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Desastre iguala derramamento do Cosco Busan
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


Desastre iguala derramamento do Cosco Busan

A quantidade de petróleo recolhida pela Petrobras da costa nordestina já equivale a todo o petróleo derramado na costa americana, em novembro de 2007, no acidente do cargueiro Cosco Busan.

O navio se chocou contra a ponte da Baía de São Francisco derramando na água 53,3 mil galões de petróleo, cerca de 202 toneladas, segundo a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOOA, em inglês).
 

Pagamento
A Fleet Management Limited, dona do Cosco Busan, foi considerada responsável. Teve de pagar US$ 44,4 milhões (R$ 181 milhões).

Hipótese reforçada
O volume de petróleo reforça a hipótese de que a poluição que atingiu a costa do Nordeste veio de um navio próximo à costa brasileira.

Origem venezuelana
A origem venezuelana do petróleo e o bloqueio econômico à ditadura reforçam a tese de naufrágio de navio clandestino a caminho da África.

Venezuela reincidente
O Wall Street Journal revelou em maio que 7,4 toneladas de ouro foram vendidas pelo ditador venezuelano Nicolás Maduro em Uganda.

Bolsonaro repete erros de Lula e Dilma na Câmara
Deputados são intolerantes com interferências explícitas de presidentes da República na Câmara. Lula cometeu esse erro. Era presidente, no auge, quando tentou impor Luiz Eduardo Greenhalgh, advogado pedante, para substituir Virgílio Guimarães, mineiro boa praça, como candidato do PT à presidência da Câmara. Os governistas racharam e o resultado da confusão foi a vitória de Severino Cavalcanti (PP-PE).

Erro fatal
Dilma vetou o acordo do PT para apoiar Eduardo Cunha à presidência da Câmara. A interferência lhe custaria o mandato.

Deu no que deu
Arlindo Chinaglia, nome de Dilma, perdeu feio. O PT ficou sem cargos e influência, enquanto Eduardo Cunha articulava o impeachment.

Rebordosa feia
A Câmara sempre reage mal a interferências do Executivo, daí a rebordosa imposta a Bolsonaro e ao filho que queria ser o líder do PSL.

Chega de intermediários
Dona de um dos mais conhecidos prostíbulos do Piauí, Beth Cuscuz se filiou ao MDB. Foi recebida com honras pelo presidente da Assembleia Legislativa e do MDB, deputado Themístocles Filho. A piada pronta serve apenas para dar moral aos que xingam as mães dos políticos.

Caiado implodiu o PSL
É antiga a mal-querência com o Delegado Waldir (GO), líder do PSL. No começo do ano, Bolsonaro ordenou que ele entregasse o comando do PSL-GO ao governador Ronaldo Caiado (DEM). O líder se recusou.

Vai ter troco
O deputado Bibo Nunes (PSL-RS) recebeu como “medalha no peito” a suspensão decidida pela executiva nacional. Ele confia que, com ajuda do TSE, Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) assumirá a liderança do partido.

Reação elegante
A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) reagiu como uma lady à sua destituição da Liderança do Governo no Congresso. No começo do ano, ela disse que em defesa de Bolsonaro seria capaz até de brigar na rua. E avisou: “Em briga de rua, dou tapa na cara de mão aberta”.

Impacto trilionário
A estimativa do relator da reforma da Previdência no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), é que o impacto total da aprovação da PEC da reforma, com a PEC paralela, chegaria a R$ 1,312 trilhão em dez anos.

Ops, faltou dizer
O noticiário sobre as manifestações dos separatistas em Barcelona omite o fato de que somente 2 milhões dos 8 milhões de catalães pedem separação da Espanha. A grande maioria não quer isso.

Menos corrupção
Segundo o Barômetro Global da Corrupção (América Latina e Caribe), levantamento da Transparência Internacional, a percepção do brasileiro sobre a corrupção melhorou em relação à última pesquisa, de 2017.

Feliz Natal
O comércio varejista deve ter o maior número de contratações para as festas de fim de ano desde 2013. Confederação Nacional do Comércio prevê 91 mil contratações temporárias, 4% a mais que em 2018.

Pergunta aos céus
Realizar reunião do PSL em frente ao posto que deu origem à Lava a Jato é coincidência ou premonição?

Poder sem pudor

O céu que nos protege
Pós-graduado em política e dificuldades, ainda assim o saudoso deputado pernambucano Thales Ramalho tinha muito a aprender.
Em campanha para novo mandato, ele viu que a seca tornara desoladora a paisagem Serra Talhada, em seu Estado. Puxou conversa com um agricultor:
“A terra está ruim, não é, meu amigo?”. Ele contou depois que a resposta do homem representou a lição do dia:
“A terra até que tá boa, dotô. O céu é que não está prestando...”
 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

Temer se recusou a assinar MP que o STF alterou

Burocratas ligados à área econômica do governo federal tentam já há algum tempo emplacar uma medida provisória que vire lei protegendo-os de punição por erros que tenha cometido no exercício de suas …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Vídeo revela relação desgastada com Sergio Moro

Na reunião presidencial de 22 de abril, que o ministro Celso de Mello (STF) jogou no ventilador sem qualquer utilidade para o inquérito que motivou sua apreensão, o presidente Jair Bolsonaro já …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Celso de Mello libera vídeo e toca fogo no circo

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), não explicou a utilidade da sua decisão de liberar quase a íntegra do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril. Experiente, o decano …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Centrão: não haverá “toma lá, dá cá” com o governo

O deputado Arthur Lira (AL), líder do PP e do “Centrão”, confirma as conversações com o governo Bolsonaro, mas deixou claro que é “tudo feito às claras”, sem subterfúgios, sem “é dando que se recebe” …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Frias fatura e Regina ganha Cinemateca quebrada

A atriz Regina Duarte descobriu amargamente que política e Brasília não são para principiantes. Após meses driblando armadilhas, cascas de banana e traições, ela desistiu quando viu o presidente Jair …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Votações do MPF são vulneráveis a fraude, diz CGU

Auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) levou a constatações devastadoras sobre o sistema eletrônico de votação do Ministério Público Federal (MPF), inclusive para escolha de lista tríplice …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Opositores de Bolsonaro já adotam a cloroquina

Enquanto se repete a ladainha de que a ciência ainda não aprovou o uso da cloroquina contra a Covid-19, políticos que acusavam o presidente Jair Bolsonaro de “irresponsabilidade” pela discussão …


Exclusivo
Cláudio Humberto

ANS fatura com clientes lesados pelos planos

A ANS não se envergonha de mostrar que a prioridade não é o cidadão prejudicado pelos planos de saúde. Muito esperta, a agência reguladora multou uma operadora, Allcare, por rescindir unilateralmente …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Bullying de Bolsonaro foi demais para Teich

Foi uma sequência inédita de humilhações públicas em prazo curto de apenas 28 dias, um recorde, até que o ex-ministro da Saúde Nelson Teich desistiu. Ele não suportou o aviso do Presidente de …


Exclusivo
Cláudio Humberto

De médica ao Centrão, Bolsonaro avalia opções

O presidente Jair Bolsonaro tem dificuldades para definir o novo ministro da Saúde, mas não por falta de opções. Ele novamente tentou levar ao cargo a médica Nise Yamaguchi, defensora do uso da …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados