Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Depois de 'Amor Falso', Aldair Playboy surge com batidão paraibano em seu primeiro EP

Música

Depois de 'Amor Falso', Aldair Playboy surge com batidão paraibano em seu primeiro EP


 (Foto: Reprodução/ Instagram @aldairplayboy)
(Foto: Reprodução/ Instagram @aldairplayboy)
A preocupação de Aldair Playboy, 22, sempre foi ir além de seu primeiro sucesso, "Amor Falso", lançado no primeiro semestre de 2018. De lá para cá, o cantor assinou contrato com uma gravadora, deslanchou a carreira e se dedicou à gravação de seu primeiro EP "Baile do Playboy", com quatro novas faixas.

Das gravações feitas em um quartinho, ele passou pela experiência de produzir tudo em estúdio. "Além dessas quatro músicas, agora já tem mais bastante coisa gravada."As novas faixas são uma mescla de gêneros paraibanos como o transareggae e o batidão do Nordeste, uma espécie de funk criado na Paraíba", explica o cantor.

O sucesso deu a Playboy um novo olhar para a música, que agora é sua carreira oficial. "Eu me sinto com mais responsabilidade porque tenho um público maravilhoso esperando que eu lance novidades", diz Playboy.

Para Playboy, a música "Combate", batidão proibidão gravado em parceira com o MC WM, conhecido pelo hit "Fuleragem", é uma de suas principais apostas desse primeiro projeto. Outra faixa semelhante é "Calma na Sentada". As duas outras canções exploram o lado mais romântico do cantor, como "Amante" e "Love Quente".

As quatro músicas do novo EP também renderam clipes, produzidos a partir da gravação das canções em estúdio. Cantar para as câmeras ainda é uma novidade para o músico: "Comecei meio tímido, mas agora já estou me soltando mais."

Antes do EP, Playboy ensaiou um retorno com o lançamento da música "Pode me Bloquear", em fevereiro deste ano. A canção teve mais 9 milhões de acessos no YouTube, mas não integra o projeto.

Essa e outras canções de seu início de carreira, segundo o músico, podem estar em trabalho futuro. "Ainda penso em resgatar músicas que ainda não estouraram no Brasil como 'Finalzinho do Amor', mas foram sucesso no Nordeste", revela.

Nascido na comunidade Boa Esperança, em João Pessoa (PB), o ex-gesseiro, pedreiro e auxiliar de lava-rápido ingressou na música por meio do funk proibidão. As primeiras músicas de Aldair percorreram João Pessoa.

Ele cantou com o grupo Os Novinhos e com Swing dos Playboys -que deu origem ao seu apelido. Hoje, ele mora com a mulher e os cinco filhos em Fortaleza (CE). "Dá para organizar bem a vida família e os shows."


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados