Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Denúncia recebida por Capitão Assumção acusa ex-policial civil por morte de Isabela Cassani
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Denúncia recebida por Capitão Assumção acusa ex-policial civil por morte de Isabela Cassani

Capitão Assumção (Foto: Reprodução / TV Ales)
Capitão Assumção (Foto: Reprodução / TV Ales)

O deputado Capitão Assumção (PSL) disse ter protocolado no Ministério Público e na Secretaria de Estado da Segurança (Sesp), a denúncia anônima que recebeu sobre a autoria do assassinato da estudante Isabela Cassani, morta em 1999.

Segundo ele, trata-se de um ex-policial civil que teria oferecido uma carona à estudante, rumo ao Centro de Vitória, após ela descer do ônibus na Beira-Mar, na noite de 24 de outubro de 1999. A última vez em que ela foi vista, Isabela pedia informações de como chegar ao Centro, num posto de gasolina da Beira-Mar.

O ex-policial – que não terá o nome divulgado para não atrapalhar as investigações – não teria deixado a estudante no Centro após oferecer a carona. Segundo a denúncia recebida por Assumção, ele a teria levado a uma casa no bairro Santo Antônio, Vitória, onde teria estuprado e torturado a jovem. Após a violência, ele teria jogado a menina, ainda viva, na Baía de Vitória.

A denúncia diz ainda que o ex-policial estaria preso, cumprindo pena por outros crimes. A coluna pesquisou o nome do policial e consta, contra ele, uma condenação por extorsão e falsidade ideológica.

O crime prescreve no próximo dia 25. Ao longo de 20 anos, cerca de 40 exames de DNA foram feitos em suspeitos, mas todos deram negativo. Um último exame foi feito recentemente, conforme antecipou a coluna Plenário no último sábado. A Polícia Civil ainda aguarda o resultado. Até hoje, ninguém foi preso.

“Que se faça o 41º exame para que, caso tenha sido esse infeliz, a família dessa jovem venha saber quem foi o demônio que tirou a vida desta moça. Quero deixar claro que eu não faço investigações, mas recebo diversas denúncias de todo o tipo e que já protocolei no MPES e na Sesp o ofício com a identidade do suposto assassino de Isabela”, afirma Assumção.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados