Notícias

Cidades

Definido modelo de barreira contra suicídios na Terceira Ponte


A Agência de Regulação de Serviços Públicos (ARSP), informou nesta terça-feira (11) que finalizou a etapa de testes e chegou a um protótipo de barreira de proteção para evitar suicídios na Terceira Ponte.

A estrutura é composta por cabos rígidos verticais com dois metros de altura e espaçamento de 10 centímetros. Lanças pontiagudas também foram colocadas horizontalmente na parte superior.

Segundo a ARSP, testes realizados pelo Corpo de Bombeiros indicaram que esse protótipo é de difícil transposição.

Protótipo possui cabos rígidos verticais com dois metros de altura e espaçamento de 10 centímetros. Na parte superior, foram instaladas lanças pontiagudas. (Foto: Divulgação/ARSP)
Protótipo possui cabos rígidos verticais com dois metros de altura e espaçamento de 10 centímetros. Na parte superior, foram instaladas lanças pontiagudas. (Foto: Divulgação/ARSP)

As barreiras serão instaladas sobre a estrutura já existente de guarda-rodas.

A ARSP informou que, antes de dar início aos procedimentos necessários para a instalação do dispositivo, vai promover uma consulta pública. A população poderá enviar sugestões a partir da próxima segunda-feira (17). A consulta pública permanecerá aberta por 15 dias no site da agência.

Para o diretor-geral da ARSP, a instalação da barreira não constitui uma solução suficiente para a questão do suicídio, que é considerado um problema de saúde pública. “Faz-se necessário que a vítima obtenha atenção dos poderes públicos, da família e da sociedade”, disse Júlio Castiglioni.