search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Débora Abade, Gerente de Recursos Humanos: “É preciso respeitar as diferenças”

Especial Almoço Palestra

Especial Almoço Palestra

Débora Abade, Gerente de Recursos Humanos: “É preciso respeitar as diferenças”


Débora: propósitos profissionais (Foto: Divulgação)
Débora: propósitos profissionais (Foto: Divulgação)
Mesmo diante de tanta modernidade, algumas pessoas estão percebendo a importância de resgatar o convívio pessoal. “As pessoas estão preferindo os relacionamentos presenciais frente às facilidades que a tecnologia tem oferecido”, explica a gerente de Recursos Humanos da Divisão Logística do Grupo Águia Branca, Débora Abade.,

Leia Mais: Águia Branca: Manter esse equilíbrio não é novidade

A Tribuna - É verdade que o tema espiritualidade/vida social tem invadido as organizações?
Débora Abade - É sim! As pessoas têm buscado evoluir em sua essência. E esse comportamento reflete dentro das organizações.

Como as empresas devem lidar com isso?
As empresas já perceberam que criar um propósito conecta mais as pessoas à organização. Então, as companhias que não exploram a criação do propósito como oportunidade, podem não estar atraindo e retendo os profissionais certos.

E o que elas precisam fazer e em que precisam investir para garantir essa espiritualidade?
Precisam investir em ambientes agradáveis, trabalhar bem o propósito, respeitar as diferenças entre as pessoas, estimular o compartilhamento de ideias, atuar em equipe...

Para ser efetivo no desempenho das atividades é necessário cuidar da mente, do espírito e do corpo, e ter uma vida saudável?
Sim! Somos únicos e o que pensamos e sentimos reflete em comportamento e desempenho.

Existe receita para gerir o tempo, para ter qualidade na vida pessoal e profissional?
Não existe receita, cada um vai se adaptando e encontrando a sua forma a partir das suas prioridades.

A espiritualidade pode caminhar ao lado da tecnologia?
Claro! A tecnologia é o meio e não o fim de todas as coisas. Com o propósito bem definido, a tecnologia será um recurso ao nosso favor.

Depoimentos

Marcia Guerrieri (Foto: Divulgação)
Marcia Guerrieri (Foto: Divulgação)
Objetivos
“Esses temas estão voltando com muita força agora. Antigamente só se falava em produtividade, lucro, e agora está se percebendo que precisamos tratar de temas como a felicidade, espiritualidade, e que isso vai levar aos objetivos organizacionais de uma forma muito melhor e mais efetiva.”
Marcia Guerrieri, gestora de Recursos Humanos e Comunicação da Rodosol

Ricardo Chamon, diretor-presidente da Chamon Empreendimentos (Foto: Divulgação)
Ricardo Chamon, diretor-presidente da Chamon Empreendimentos (Foto: Divulgação)
Investimento
“Palestra maravilhosa. Acho que a espiritualidade tem que fazer parte do nosso dia a dia profissional e também da nossa vida inteira. Acho que poder investir nessa questão pode aumentar a produtividade dos funcionários, e é algo que deve ser estendido a toda empresa.”
Ricardo Chamon, diretor-presidente da Chamon Empreendimentos

Valdeci Torezani, empresário (Foto: Divulgação)
Valdeci Torezani, empresário (Foto: Divulgação)
Qualidade de vida
“Quero parabenizar a Rede Tribuna por trazer esse tema, que é muito importante para as pessoas. Nós temos feito um trabalho lá na família Universal. Para mim é uma alegria ouvir esse assunto muito bem apresentado pelo palestrante Usiel. Gerou boas expectativas. As empresas precisam trabalhar a espiritualidade, que gera qualidade de vida e felicidade.”
Valdeci Torezani, empresário

Queiroz Filho, co-presidente da Ampla Comunicação (Foto: Divulgação)
Queiroz Filho, co-presidente da Ampla Comunicação (Foto: Divulgação)
Riqueza
“Ao meu ver, os recursos humanos são a maior fonte de riqueza de uma empresa. A espiritualidade é justamente o equilíbrio desse recurso, das pessoas. O que a Rede Tribuna está promovendo e nos dando a oportunidade de participar é fundamental não só para os empresários, mas para a vida das pessoas também.”
Queiroz Filho, co-presidente da Ampla Comunicação

Flavia Almeida  (Foto: Divulgação)
Flavia Almeida (Foto: Divulgação)
Felicidade
“Acho que espiritualidade tem tudo a ver com a felicidade. Então, se você está bem espiritualmente, você consegue passar isso para os colegas de trabalho, para seus geridos, e acreditar em alguma força que te ajude a levantar de manhã é muito importante. Para mim, a espiritualidade é essencial na vida pessoal e profissional.”
Flavia Almeida, diretora da Laref Travel de Turismo


leia mais / especial almoço palestra


Especial Almoço Palestra

Resultados da liderança fraternal

Especial Almoço Palestra

Felicidade diferente do mercado

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados