search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Dary Pagung é contra antecipar eleição da Mesa Diretora na Assembleia
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Dary Pagung é contra antecipar eleição da Mesa Diretora na Assembleia

 (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

O deputado estadual Dary Pagung (PSB) reagiu à possível antecipação da eleição da Mesa Diretora da Assembleia, conforme revelado pela coluna Plenário hoje (07). Em nota enviada à coluna, Dary questiona a quem interessa antecipar a eleição. Também disse ser “totalmente contrário”.

Alegou, entre outras coisas, que poderá haver mudança no quadro de parlamentares, devido às eleições de outubro do ano que vem, e “nada mais justo que a votação da Mesa seja feita por aqueles que deverão participar das futuras decisões”.

Dary é um dos cinco parlamentares que, até a tarde de ontem, não havia sido procurado pelo presidente da Assembleia, Erick Musso, para assinar lista de apoio a uma PEC que pretende apresentar para mudar trecho da Constituição Estadual que trata da eleição da Mesa Diretora.

O parágrafo 5º do artigo 58 diz que “A Assembleia Legislativa reunirse-á, em sessão preparatória, no dia 1º de fevereiro, para, no primeiro e terceiro anos da legislatura, eleger a Mesa, cujos membros terão o mandato de dois anos, sendo permitida ao presidente a recondução para o mesmo cargo no biênio imediatamente subsequente”.

A PEC pretende retirar do texto a obrigatoriedade para que a eleição seja feita em 1º de fevereiro do terceiro ano – no caso, em 2021 – deixando em aberto para ser realizada a qualquer tempo. Intenção seria eleger o novo comando da Mesa antes das eleições municipais de outubro.

Leia a nota de Dary Pagung na íntegra:

“A quem interessa a antecipação da eleição da Mesa Diretora?
Com relação à PEC que antecipa a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, nossa posição é totalmente contrária. A nosso ver, não há nada que justifique a alteração do artigo 58 da Constituição. Apesar das muitas pautas convergentes e disposição em colaborar com o Executivo – especialmente naqueles projetos que são fundamentais para a população – esta Casa reputa por sua postura de independência. Além disso, é muito provável que o quadro de parlamentares seja alterado com as eleições municipais e nada mais justo que a votação da Mesa seja feita por aqueles que deverão participar das futuras decisões. A quem realmente interessa a antecipação da eleição? Acredito que não é à sociedade capixaba”.

Dary Pagung


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados