Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Cruzeiro vence Atlético-MG na ida da final com lance polêmico da arbitragem

Esportes

Esportes

Cruzeiro vence Atlético-MG na ida da final com lance polêmico da arbitragem


O Cruzeiro venceu o Atlético-MG por 2 a 1 na tarde deste domingo (14), no Mineirão, pela ida da final do Campeonato Mineiro. Marquinhos Gabriel e Léo, em um lance com erro da arbitragem, marcaram para a Raposa. Ricardo Oliveira fez o único do Galo no clássico. O jogo de volta será no próximo sábado (20), às 16h30 (de Brasília), em local a ser definido. O Galo só precisa de um triunfo para garantir o título, porque teve melhor campanha na primeira fase do torneio. A Raposa, por sua vez, garante a taça com um empate.

Marquinhos Gabriel foi o principal nome da partida ocorrida na tarde de hoje, no Mineirão. O atacante atuou nas costas de Guga, lateral-direito do Atlético-MG, e teve muita liberdade para chegar ao setor ofensivo. Ele criou boas chances pelo setor e deixou a sua marca ainda no primeiro tempo. O atacante aproveitou saída errada da defesa do Galo e bateu cruzado. A bola desviou em Leonardo Silva e enganou o goleiro Victor.

Léo marcou o segundo gol do Cruzeiro aos 15 minutos do segundo tempo. O problema é que, na origem do lance, houve um equívoco da arbitragem. O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, auxiliado por Michael Correia, assinalou escanteio para a Raposa após divida de Fábio Santos e Adilson com Marquinhos Gabriel. Entretanto, houve tiro de meta na jogada. Na sequência, Robinho bateu escanteio, Dedé desviou de cabeça e Léo estufou a rede. Os jogadores do Atlético se queixaram da situação. Porém, o VAR não pode ser acionado neste tipo de lance, por se tratar de uma jogada anterior à do gol.

Ricardo Oliveira voltou a balançar a rede em um jogo na temporada. O camisa 9 fez 12 gols em 15 partidas disputadas. A média dele é de 0,8 gol por partida em 2019. Na tarde de hoje, ele aproveitou passe de Yimmi Chará para igualar o marcador no segundo tempo da partida.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados