search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Concentração e reza forte...
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


Concentração e reza forte...

O Flamengo foi o único dos 20 clubes da Série A que somou dez pontos nas últimas quatro rodadas do Brasileiro.

E essa arrancada iniciada com a maratona de jogos fora do Rio de Janeiro indica que o período passado longe da casa fez bem ao trabalho de Rogério Ceni. No mínimo, o estado de concentração permanente unificou o pensamento dos jogadores e trouxe de volta o espírito competitivo do time multicampeão de 2019.

E com o mental fortalecido e o físico bem condicionado é óbvio que os com mais recursos técnicos serão sempre os mais fortes candidatos ao título.

Desde a vitória sobre o Goiás, na Serrinha, na noite de 18 de janeiro, que o Flamengo moribundo dos jogos contra Bahia, Fortaleza, Fluminense e Ceará adquiriu outra postura.

Os quatro pontos em quatro jogos, com três deles disputados no Rio de Janeiro, deixaram Rogério Ceni com um pé fora do clube. Foi preciso um plano de emergência para que a temporada fosse salva e por isso elenco deixou o estado.

Realinhado, venceu não só o Goiás como também Palmeiras, Grêmio, Sport e Vasco. Perdeu para o Athlético/PR, em Curitiba, e empatou com o Bragantino, em Bragança.

E vejam que desta forma nem a improvisação de Willian Arão na zaga, nem a discussão sobre o aproveitamento de Pedro ao lado de Gabriel Barbosa na linha ofensiva foram capazes de minar a concentração.

Com exceção do comportamento do time na derrota de 2 a 1 para o Furacão, na Baixada, o que se viu em cinco dos últimos seis jogos foi um conjunto marcando no campo adversário, com mobilização constante no terreno ofensivo e posse de bola vertical.

E se a vitória não veio no empate com o Bragantino foi porque havia mesmo um equilíbrio de forças.

Corinthians

Hoje, o Flamengo recebe o Corinthians no Maracanã sabendo que tem um time melhor e mais bem preparado.

Um duelo que em condições normais de temperatura e pressão é para ser definido no primeiro tempo, com o time administrando o fôlego para a decisão do título com o Internacional que enfrentará o Vasco em São Januário, no mesmo horário.

Mas não adianta se preocupar com o jogo do adversário na luta pelo título porque seja qual for o resultado naquele confronto o duelo do outro domingo, também no Maracanã, é que dará contornos finais à disputa.

A esta altura do campeonato há muito pouco a fazer senão concentrar no duelo... e rezar!

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

Dos onze jogadores que Rogério Ceni levou a campo para a final da Supercopa do Brasil, na manhã de ontem, em Brasília, apenas quatro não jogaram em clubes europeus: Willian Arão, Rodrigo Caio, …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Os superclubes...

Grosso modo, levando em consideração que no Brasileirão de pontos corridos as partidas decisivas são aquelas contra os mais diretos concorrentes, sinto-me em condições de dizer que o Flamengo perdeu …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O último suspiro

O projeto de reformulação administrativa, econômico-financeira e organizacional anunciado pelo Botafogo no início da semana é sopro de esperança na retomada da capacidade de investimento. Jorge …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Euforia e depressão

Alinhar a eficiência do time com a paciência da torcida talvez seja o maior dos desafios que as diretorias de Botafogo e Vasco terão pela frente até o final deste segundo ano pandêmico. Porque a …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

A vitória por 3 a 2 sobre o Nova Iguaçu deu ao Volta Redonda a liderança provisória do Carioca. E a três rodadas do final da fase classificatória, já não se discute até onde poderá chegar o vice-camp…


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Entre flores e espinhos...

A vitória do Flamengo sobre o Bangu na sétima rodada do Carioca, no retorno do time principal, trouxe a irritante euforia desmensurada já vista em outros momentos sob o comando de Rogério Ceni. O …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Balanço negativo...

Quando Rogério Caboclo disse sem meias palavras que os clubes brasileiros estariam em maus lençóis se a CBF não peitasse o discurso da paralisação do futebol o presidente da entidade pode ter …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões...

O Botafogo foi o único dos quatro grandes do Rio a vencer na sexta rodada do Campeonato Carioca. Um torneio em que três dos chamados pequenos estão à frente do Fluminense e do próprio Botafogo, e …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

A máquina de moer...

Ainda que sejam a cada ano mais irrelevantes, os Estaduais seguem atormentando os técnicos no Brasil. Principalmente os contratados para montar trabalhos autorais e ensaiar sistemas que …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Efeitos colaterais

A decisão de limitar em dois o número de treinadores inscritos por cada clube nos Brasileiros das Séries A e B deste ano ainda não foi totalmente digerida. Mas alguns experientes profissionais já …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados