search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Comunicação virtual
Painel da Folha de São Paulo

Comunicação virtual

A percepção de que a falta de respiradores será o principal problema daqui para a frente no enfrentamento ao coronavírus tem levado pânico aos estados e implodiu nesta terça-feira (24) o grupo de WhatsApp dos secretários de Saúde.

Em meio a cobranças, um representante estadual ameaçou chamar a polícia, e o secretário de Vigilância do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, saiu do grupo. Segundo governadores, o preço do equipamento aumentou, chegando a R$ 140 mil.

B.O. - "O ministro [da Saúde] anunciou ontem [segunda (23)], em videoconferência com governadores e o presidente da República, que havia enviado respiradores para a Bahia. Não chegaram até minhas mãos. Acho que foram extraviados. Preciso confirmar se foram enviados pois em caso positivo tenho que abrir queixa policial", escreveu no grupo o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Villas-Boas.

Calma aí - Outros secretários também relataram problemas com o recebimento de insumos. Apesar da crise, porém, boa parte dos participantes deu razão a Oliveira, porque consideraram a mensagem de Villas-Boas acima do tom.

Espelho - A preocupação vem de fora. Eles têm acompanhado países que já estão em situação pior com a doença. Nesta terça (24), o governador de Nova York, o democrata Andrew Cuomo, anunciou no Twitter que precisará que Donald Trump encaminhe a ele 30 mil respiradores. A OMS disse que os Estados Unidos podem ser o novo epicentro da pandemia.

Vendedor - Outro grande problema enfrentado neste momento de início de crise da doença no Brasil é com relação à oferta no mercado. Governadores relatam ter dinheiro para comprar equipamentos, mas que não encontram fornecedores. Na segunda (22), o Painel mostrou que o Ministério da Justiça também está com dificuldade.

Alternativa - Pelo menos sete estados relataram esse mesmo cenário. Alguns estão encomendando da China, enquanto outros buscam ajuda da iniciativa privada. São Paulo e Bahia vão contar com a produção em presídios.

Na justiça - A AGU (Advocacia Geral da União) entrou até agora com duas ações por causa do coronavírus. Uma foi para o caso da mudança das regras para o Bolsa Família e a outra para aumentar o prazo das medidas provisórias.

De castigo - O Twitter paralisou as contas do bolsonarista Allan dos Santos (influenciador), do senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) e de Ricardo Salles (Meio Ambiente) por período de 12h após apagar tuítes deles.

Tolerância zero - A suspensão de contas é feita por padrão quando há violação das regras. A empresa tomou a medida após considerar que postagens dos três poderiam expor as pessoas a risco durante a crise do coronavírus.

Para casa - Em meio à onda de pedidos de liberdade por causa da preocupação com coronavírus nos presídios, o presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), João Otávio de Noronha, é um defensor da possibilidade de transformar em domiciliar o regime do preso em semiaberto.

Fique por lá - "Talvez não seja o ideal, no meio da crise da doença, a pessoa sair e depois voltar. Talvez o melhor fosse que ela cumprisse em domicílio. Mas apenas nestes casos", afirmou ao Painel.

On-line - Na primeira sessão plenária totalmente por videoconferência, nesta terça (24), o STJ aprovou a mudança do regimento, autorizando que causas criminais sejam julgadas em plenário virtual.

Nada muda - Os Correios recuaram e cancelaram a suspensão do serviço chamado "registro módico", que encareceria o envio de livros no Brasil. O Painel revelou a suspensão promovida pelos Correios. Livreiros apontaram que a medida trazia prejuízo a eles em momento em que a economia já está abalada.

Barulho - Nesta terça (24), as lideranças de PT, PSOL, PC do B, e também de MST, MTST e UNE, decidiram que farão em 31 de março o que chamam de maior panelaço da quarentena, em defesa do SUS. Eles também lançarão abaixo-assinado com proposta de taxação de fortunas para gerar recursos para a saúde na crise.

TIROTEIO

"O Brasil pode estar sendo dividido entre bilionários que estão dispostos a pagar por suas liberdades e os simples mortais."

De Alberto Toron, advogado, sobre possível uso de dinheiro advindo de acordos com Eike Batista e com os irmãos Batista durante a pandemia.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Água e azeite

Apesar da troca de afagos entre João Doria (PSDB-SP) e Lula (PT) nas redes sociais nesta quinta (2), a chance de uma união de líderes partidários, especialmente de ex-presidentes da República, é …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Batata quente

O coronavírus aumentou o jogo de empurra no cenário político brasileiro, na avaliação de integrantes do Congresso, do Ministério Público e do Judiciário. Fora a condução desastrada de Jair Bolsonaro, …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Carga pesada

Um dos líderes da paralisação de 2018, Wallace Landim, conhecido como Chorão, afirma que os caminhoneiros devem parar se os governadores não recuarem nas medidas de isolamento social contra o novo …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

E agora, José?

A insatisfação dentro do governo Jair Bolsonaro com Luiz Henrique Mandetta (Saúde) transbordou os limites do Palácio do Planalto. Na equipe econômica, liderada por Paulo Guedes, as aparições …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Alô, presidente

O governador Ronaldo Caiado (DEM-GO) afirma que a “urgência urgentíssima” do momento é que o governo Jair Bolsonaro tome medidas o mais rápido possível para garantir a alimentação das pessoas. …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Pare agora

Pare agora Garota-propaganda de uma campanha lançada pelo governo há duas semanas sobre coronavírus, a médica e professora Ana Escobar diz que é contra a nova linha defendida pelo presidente …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Com as próprias mãos

Em mais uma iniciativa para coordenar esforços à margem do governo federal, inoperante na visão dos governadores, os estados articulam dar respostas unificadas ao coronavírus a partir de estudos de …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Temperatura máxima

Foi tensa a primeira reunião do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, com secretários estaduais após o pronunciamento de Jair Bolsonaro. Eles cobraram posição firme em defesa do isolamento, …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Quanto custa

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, fez comentários críticos ao isolamento social, na mesma linha que o presidente Jair Bolsonaro. Em mensagem em um grupo de WhatsApp, Novaes disse que …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Abaixo da superfície

Nos dias que antecederam a apresentação de medida provisória para conter o desemprego, Paulo Guedes (Economia) conversou com pelo menos dez representantes do setor privado, nenhum do lado dos …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados