Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Com nocaute, Karol Rosa vence revanche de primeira derrota profissional no MMA

Esportes

Esportes

Com nocaute, Karol Rosa vence revanche de primeira derrota profissional no MMA


Sonhando em conquistar o seu lugar em um grande evento internacional de MMA, a capixaba Karolline Rosa deu um importante passo rumo ao seu objetivo. A lutadora da Paraná Vale Tudo (PRVT) chegou à 11ª vitória em 14 lutas como profissional na última sexta-feira (19), ao vencer por nocaute técnico a paulista Gisele Moreira, justamente sua primeira algoz no octógono.

Karolline Rosa (segunda da dir. para a esq.) conquistou a 11ª vitória no MMA profissional em 14 lutas (Foto: Reprodução/Instagram/@karolrosamma)
Karolline Rosa (segunda da dir. para a esq.) conquistou a 11ª vitória no MMA profissional em 14 lutas (Foto: Reprodução/Instagram/@karolrosamma)
As duas se enfrentaram na edição de número quatro do Future FC, realizado em São Paulo. Depois de conseguir a queda, a peso-galo (até 61,2kg) capixaba confirmou a vitória com uma sequência de socos e cotoveladas a 39 segundos do fim da luta, e deixou um octógono com sensação de dever cumprido.

“Como eu já tinha perdido para ela (em março de 2017), tinha na minha cabeça que precisava lutar com a Gisele de novo. Quando aconteceu a primeira luta, eu não estava 100%. Eu precisava mostrar que sou boa e mostrei que evoluí bastante e estou preparada para a luta”, disse.

A exibição rendeu às duas atletas o prêmio de melhor luta da noite no evento. Mas outro fator fez Karol valorizar e muito o resultado. No ano passado, Gisele foi uma das participantes do “Contender Series Brasil”, reality show promovido no País pelo presidente do UFC, Dana White — na ocasião, ela venceu mas não conseguiu um contrato com a organização.

“Ter ganhado dela para mim foi muito bom. Como ela venceu no Contender, eu fico com essa moral de derrotar uma ex-lutadora do evento. Ela fez uma luta boa (no programa), só não conseguiu entrar no UFC”, disse Karol.

Atleta de MMA desde os 17 anos, Karol se mudou em 2017 para o Rio, onde treina na PRVT. Parceira de treinos da também capixaba Jessica Delboni, atleta do Invicta FC, ela espera seguir os passos da amiga e, um dia, estar entre os principais nomes do esporte.

“Cada luta a gente melhora algumas coisas, até nas derrotas. Eu acredito que estou bem, preparada, jogo no chão, em cima também. Acredito que só preciso de uma oportunidade para lutar em um evento grande, internacional. Só estou esperando por essa chance”, afirmou a capixaba.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados