Notícias

Economia

Cliente compra celular na internet e recebe pedaço de madeira


As compras pela internet normalmente vêm acompanhadas pela ansiedade para a chegada do produto. Foi assim com uma consumidora de Pedro Canário que adquiriu um celular em uma loja da rede mas, quando o pacote chegou, veio a decepção. No lugar do aparelho foi entregue um pedaço de madeira.

Ela entrou em contato com a loja na qual fez a compra para resolver amigavelmente o problema. No entanto, o vendedor não resolveu a situação. Foi aí que ingressou com uma ação na Justiça para reaver o dinheiro pago pelo telefone e pedir indenização por danos morais.

De acordo com a decisão do juiz titular da Vara Única de Pedro Canário, as provas apresentadas pela consumidora confirmaram que a empresa a prejudicou quando entregou o pedaço de madeira no lugar do aparelho.

“Torna-se plausível a parte autora solicitar a devolução do valor do produto. Assim, o valor pago deve ser restituído, conforme nota fiscal”, salientou o juiz.

O magistrado determinou, ainda, que a empresa indenizasse a consumidora em R$ 6 mil, a título de danos morais. “Os danos morais, no presente caso, estão configurados tendo em vista toda a raiva, indignação e frustração da autora, que ficou impossibilitada de utilizar o produto que adquiriu, além dos dissabores de receber um pedaço de madeira no lugar do celular”, concluiu.

Para o advogado do consumidor João Eugênio Modenesi, antes de comprar pela internet, a pessoa precisa seguir alguns passos. “Primeiro deve obter informações básicas da empresa, como CNPJ e endereço físico. Depois,pesquisar na rede se há algum tipo de reclamação e, por fim, sempre desconfiar de preços muito baixos”, ponderou.

Modenesi disse ainda que é importante dar preferência a sites de grandes lojas, já conhecidas no mercado.

Saiba mais
Segundo a diretora-presidente do Procon Estadual, Lana Lages, para comprar com segurança pela internet é preciso pesquisar a idoneidade da empresa.

“Antes de concluir a compra, o consumidor deve verificar todas as informações: características do produto, preços, valores de fretes, despesas adicionais, prazo de entrega ou execução, condições e formas de pagamento, devem constar obrigatoriamente na página”.

Além disso, segundo ela, é aconselhável o consumidor manter um contato prévio, por e-mail, telefone ou fax, com o fornecedor para conferir todas as informações sobre o produto ou serviço ofertado.

“Ao confirmar a contratação, é importante imprimir ou, se possível, guardar sob a forma eletrônica, todos os documentos que atestem a relação comercial, como número da compra, confirmação do pedido, comprovante de pagamento, contrato ou anúncios”, ressaltou.

Em caso de problemas, é fundamental manter contato com a empresa em até sete dias do recebimento do produto e relatar o fato. Se o problema não for solucionado, o consumidor deverá registrar uma reclamação no Procon.