Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ciclistas em alta velocidade na Praia da Costa
Qual a Bronca?

Ciclistas em alta velocidade na Praia da Costa

Ciclistas transitam correndo no calçadão levando riscos a pedestres (Foto: Kadidja Fernandes/AT)
Ciclistas transitam correndo no calçadão levando riscos a pedestres (Foto: Kadidja Fernandes/AT)

“Presenciei mais um acidente no calçadão da Praia da Costa, por causa dos ciclistas que circulam em velocidade com suas bikes potentes. O poder público nada faz para controlar isso”, denuncia o militar da reserva Hely Dionisio de Souza, de Itapuã, em Vila Velha.

O moradora relata ainda que outro problema que preocupa a comunidade é a altura do mato na orla.

“Por estar com quase dois metros de altura, permite o abrigo para moradores de rua e usuários de drogas. Várias vezes, reclamei sobre isso e a prefeitura não fez nada”, destacou.

Acrescenta que a alta velocidade ao longo da avenida Gil Veloso continua levando risco aos moradores. “Uma lombada resolveria o problema”, apontou.

Hely disse que os abusos no calçadão e na avenida Gil Veloso ainda persistem e que o mato alto precisa ser podado
Hely disse que os abusos no calçadão e na avenida Gil Veloso ainda persistem e que o mato alto precisa ser podado
Resposta

A Secretaria de Defesa Social e Trânsito de Vila Velha informa que a Engenharia de Trânsito promove ações educativas para conscientizar os ciclistas sobre a velocidade adequada na ciclovia, embora não haja limites estabelecidos Contran.

Esclarece que o Plano Diretor Municipal não permite a implantação de lombo-faixa na Avenida Antônio Gil Veloso, que já conta com uma sinalização que estabelece o limite de velocidade na via.

Com relação à vegetação na orla, informa que as áreas são de preservação permanente e qualquer manutenção ou retirada deve ser precedida de um estudo técnico ambiental.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados