Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Chuva abre cratera de 9 metros

Notícias

Cidades

Chuva abre cratera de 9 metros


Buraco em Colina de Laranjeiras (Foto: Antonio Moreira)
Buraco em Colina de Laranjeiras (Foto: Antonio Moreira)
Aconteceu de novo: uma cratera com 9 metros de profundidade se abriu no meio da pista na avenida Barão do Rio Branco, em Colina de Laranjeiras, na Serra, preocupando moradores e motoristas que passam diariamente na região. O buraco se abriu dois meses depois de uma outra cratera aparecer a poucos metros dali, na mesma rotatória.

No dia 6 de dezembro, os moradores foram surpreendidos com uma abertura de um metro de largura e 7,5 metros de profundidade. Dessa vez, o problema é ainda maior e mais profundo, já que são 4 metros de largura e 9 metros de profundidade.

O buraco apareceu na noite de quinta-feira (7), durante as fortes chuvas que atingiram a Grande Vitória. A área foi isolada pela Prefeitura da Serra, e o trânsito parcialmente interditado.

De acordo com o secretário de Obras do município, Zacarias Carrareto, o local dos dois incidentes é um ponto baixo da região, que acaba recebendo muita água em dias de chuva. “Toda água de Colina de Laranjeiras e da avenida Eldes Scherrer se acumula por lá. É um ponto frágil, como se fosse uma bacia”, afirmou o secretário.

Como essa é a segunda vez que o problema acontece em menos de dois meses, a prefeitura vai fazer uma análise no buraco para buscar uma solução definitiva. “Pode ter sido uma falha no sistema de drenagem. Depois de limpar tudo, vamos verificar o que pode ter causado esse problema e reforçar a drenagem”, explicou Carrareto.

Esse diagnóstico, segundo o secretário, deve ficar pronto neste sábado (9). O buraco, no entanto, vai continuar lá por mais tempo. A previsão é de que a cratera seja tampada em 15 dias. “Mas tudo vai depender da solução definitiva do problema, o que pode demandar mais tempo”, ressaltou o secretário de obras.

Quem mora próximo se preocupa. “Tenho filho pequeno, que sempre passa por aqui, então ficamos com medo de um acidente”, afirmou o empresário Lourival Marques, 54.

O secretário de obras, no entanto, afirma que não existe risco eminente, tanto que somente a área do buraco será isolada.

Já em Vitória, no bairro Jardim Camburi, a chuva também resultou em buraco. Na rua Italina Pereira Motta, um carro chegou a cair na cratera que se formou. A prefeitura informou que o local foi isolado e vai passar por intervenção até segunda-feira.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados