Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Centros para jovens e mulheres
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Centros para jovens e mulheres

O combate à violência contra jovens e contra mulheres no Estado não fica restrito à Segurança Pública. Num trabalho conjunto, que envolve diversos agentes sob o guarda-chuva do Estado Presente, a Secretaria de Direitos Humanos vai criar centros de juventude e de referência para as mulheres.

A proposta é criar 14 centros para os jovens e 10 para as mulheres em todo o Estado até 2022, segundo informou a secretária da pasta, Nara Borgo. “Além do eixo de proteção policial, queremos prevenir a violência com ações sociais. Então, os centros para jovens, em parceria com os municípios, terão cursos profissionalizantes, de artes, cultura e esporte.”

O modelo é parecido com um já aplicado quando Nara era secretária na Prefeitura de Vitória. A capital terá dois centros. Já para as mulheres serão selecionados os 10 municípios com mais casos de violência contra a mulher, priorizando o interior, e com serviços integrados no combate à violência doméstica.

Ajuda na zona rural

A secretária de Direitos Humanos, Nara Borgo, relançou o Fórum de Mulheres do Campo para atuar principalmente contra a violência doméstica. “Há um alto índice de violência na zona rural que fica escondido, então temos um ônibus que vai até os municípios para oferecer alguns serviços. Temos acompanhado de perto”, disse a secretária.

Motivos banais

Questionado sobre as principais diferenças entre os crimes cometidos aqui e no Rio, o secretário da Segurança, Roberto Sá, que já comandou a pasta carioca, disse que chamou sua atenção a quantidade de crimes por “motivos banais” no Estado. “Aqui é discutiu, matou. Há uma briga familiar ou está no bar tomando cachaça, vai e mata”, afirmou.

Eles não perdoam!

Deputados estaduais estão pegando no pé da colega Janete de Sá com o projeto que permite transportar animais domésticos nos ônibus do sistema Transcol. Teve um parlamentar que disse que vai sugerir uma emenda para que as cadelinhas prenhas e idosas tenham prioridade nos assentos.

Uma semana em Brasília

O deputado federal Felipe Rigoni vai levar a Brasília o estudante de Direito Laércio Júnior. Ele foi selecionado para o “Estágio Visita”, um programa da Câmara para estudantes conhecerem o funcionamento do Congresso, com tudo pago.

Cada deputado tem direito de levar quatro estudantes e Rigoni fez processo seletivo, com votação pelo aplicativo “Nosso Mandato”, para a seleção que contou com 400 inscritos.

Galeria

Com a palavra, a PM

Questionada sobre o cabo Marcos Loureiro, a PM informou que ele está exercendo as atividades militares normalmente, que há um Inquérito Policial Militar (IPM) instaurado pelo Exército para apurar a compra das armas e que “se algo que indique ilicitude por parte do policial for identificado, as informações serão encaminhadas à Corregedoria da PM”.

Parceria

O governo do Estado e o Tribunal de Justiça assinam hoje um termo de cooperação técnica para padronizar dados de RH dos servidores.

Além da educação...

O deputado Sergio Majeski se reuniu, na última quinta-feira, com o secretário da Segurança, Roberto Sá, pedindo mais empenho na segurança do centro de Vitória e mais viaturas em Santa Maria de Jetibá.

Mudanças partidárias

Negociações estão a todo vapor!

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados