Luiz Fernando Brumana

Luiz Fernando Brumana

CCXP se firma como maior feira geek do mundo

Por Kayque Fabiano

 (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

A Comic Con Experience (CCXP18), feira que reúne o melhor da cultura pop e do mundo nerd, se encerrou no último domingo e se reafirmou como o maior festival de cultura pop do mundo ao receber um total de 262 mil visitantes. A edição comemorativa veio recheada de surpresas e contou com 103 marcas, entre elas estúdios de filmes, canais de TV e streaming e famosos nacionais e internacionais.

 (Foto: Michal B. Jordan/Divulgação)
(Foto: Michal B. Jordan/Divulgação)

Por falar em astros de Hollywood, o evento trouxe 42 artistas internacionais, um recorde para a feira. Estiveram presentes no auditório principal Jake Gyllenhaal, Sandra Bullock, Zachary Levi, Tom Holland, Brie Larson, Ellen Page, Michael B. Jordan, Sebastian Stan, as crianças de Stranger Things entre outros.

Se por um lado grandes nomes estrangeiros marcaram presença na feira, por outro, alguns estandes deixaram um pouco a desejar. Anunciado com orgulho pelo estúdio, o estande da Warner falhou ao apresentar ao público uma nova maneira de ativação em seu espaço: o agendamento.

 (Foto: Tom Holland/Divulgação)
(Foto: Tom Holland/Divulgação)

Foram várias as reclamações do público, que ao chegar ao estande, não tinha nem mesmo a oportunidade de enfrentar a fila, uma vez que agendamento deveria ter sido feito horas antes em um site específico.

Outros espaços surpreenderam. Destaque para o estande da nacional Rede Globo, que praticamente triplicou de tamanho em comparação aos anos anteriores, e o da Amazon Prime Vídeo, que oferecia uma imersão nunca antes vista na feira, com atores que interagiam com o público de maneira quase que imperceptível, simulando situação do carro chefe do serviço, The Man in the High Castle.

Outras marcas seguiram o modelo conhecido (e que dá certo), com momentos para fotos e atividades conhecidas dos anos anteriores.

 (Foto: A Cabana do Hangrid/Divulgação)
(Foto: A Cabana do Hangrid/Divulgação)
Nesse caso junta-se os nomes da Walt Disney Company, que aqui englobam Marvel, Pixar, LucasFilm e Disney Studios, e o da Netflix.

O número de lojas também aumentou e isso não necessariamente é um bom sinal. O ingresso para o evento custa em média R$ 100 por dia, e “pagar para poder comprar” não deve ser levado como uma vantagem neste caso. Lojas imersivas, como a tradicional do Harry Potter, merecem confiança, mesmo que seus produtos não sejam novidade.

Os painéis foram o ápice do evento, com a Sony Pictures surpreendendo e levando o melhor painel ao evento. Foram exibidos trechos inéditos de seus próximos filme e o estúdio trouxe direto do set de Homem Aranha - Longe de Casa, o britânico Tom Holland, o novo queridinho da Marvel. O esforço do estúdio é compreensível, uma vez que a gigante luta para se estabelecer no universo Marvel com os poucos direitos que ainda a restam.

 (Foto: O repórter Kayque Fabiano na CCXP (Arquivo Pessoal)
(Foto: O repórter Kayque Fabiano na CCXP (Arquivo Pessoal)

Por falar em Marvel, o painel do estúdio também não decepcionou e levou a Capitã Marvel em carne e osso para o evento, além de apresentar uma homenagem digna ao criador do universo, Stan Lee.

Dividindo espaço com a Sony com os melhores painéis, a Netflix levou o público ao delírio ao levar para a feira o elenco de Stranger Things, e a estrela de seu novo filme original, Sandra Bullock.

No fim das contas, a CCXP se consolida como a maior comic con do mundo, oferece novidades e tenta se superar a cada ano. Para o próximo ano, o evento acontece entre os dias 5 e 8 de dezembro de 2019.