search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Carlos Vitor garante que Vitória está vivo na Quadradona

Esportes

Esportes

Carlos Vitor garante que Vitória está vivo na Quadradona


Com o empate em 0 a 0, no estádio Salvador Costa, no último sábado (15), o Vitória não conseguiu ir com a vantagem do empate para o jogo decisivo contra o Brasiliense/DF fora de casa, no próximo domingo (23). No entanto, os jogadores do alvianil seguem com pensamento positivo e acreditam na classificação na partida de volta do mata-mata da Quadradona do Brasileiro.

O meia Carlos Vitor destacou que a responsabilidade por tomar a iniciativa passa a ser do Jacaré, que vai jogar em casa diante da torcida. Por isso, o Vitória tem que entrar em campo mais leve, aproveitando essa pressão para o lado rival para matar o jogo. “Sábado, jogamos pela vitória, mas ela não veio. Estamos vivos, como o professor Valdir sempre nos fala. Não temos que ter medo de nada. Temos que jogar e buscar o gol”, afirmou o meia.

 Carlos Vitor recebe orientação do técnico Valdir Bigode (Foto: Henrique Montovanelli)
Carlos Vitor recebe orientação do técnico Valdir Bigode (Foto: Henrique Montovanelli)

Um dos responsáveis pela criação de jogadas no time alvianil, o meia recebeu uma marcação muito forte na partida de ida do mata-mata. Mesmo com pouco espaço, Carlos Vitor teve duas boas chances – em uma delas, foi travado no momento da finalização pelo zagueiro Lúcio e, na outra, a bola quicou em um montinho e atrapalhou o chute.

“Eles estavam acompanhando vídeos do Vitória. Viram que sou o homem que cria, que pega na bola toda hora. Observaram nosso time e colocaram um jogador para me marcar. Esta semana, vamos treinar forte e tentar sair dessa marcação. É algo que vai ser importante para a equipe”, disse o meia.

Outro ponto a que o time de Bento Ferreira se apega é a boa campanha fora de casa. Em três jogos longe do Salvador Costa, o Vitória tem dois empates – contra Portuguesa/RJ e Caldense/MG – e uma vitória, justamente em Brasília, contra o Sobradinho. “Com certeza, nos dá mais confiança”, frisou.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados