Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Capixaba supera acidente grave e conquista o bi no Brasileiro de Enduro Fim

Esportes

Esportes

Capixaba supera acidente grave e conquista o bi no Brasileiro de Enduro Fim


Em março, nos treinos de pré-temporada, Patrik Capila sofreu o pior acidente da carreira. O motociclista capixaba caiu da moto e se chocou com as costas e a cabeça em uma pedra, em Belo Horizonte. A pancada foi tão forte que o capacete quebrou e ele chegou a perder a memória, além de lesionar a coluna.

O piloto Patrik, natural de Colatina, em ação na etapa realizada em Patrocínio (MG), a última da temporada. (Foto: Fotos: Janjão Santiago)
O piloto Patrik, natural de Colatina, em ação na etapa realizada em Patrocínio (MG), a última da temporada. (Foto: Fotos: Janjão Santiago)

A dor era intensa e, por isso, o piloto, natural de Colatina, chegou a pensar que não conseguiria disputar a temporada. 

Mas com muita força de vontade — e um pouco de teimosia —, o capixaba se superou.
E conquistou, no último domingo, o bicampeonato brasileiro de Enduro FIM na categoria EJ (júnior), encerrado na cidade de Patrocínio (MG).

Na classificação geral, Patrik, de apenas 20 anos, foi ainda o terceiro colocado e o segundo melhor brasileiro, atrás do também capixaba Bruno Crivilin e do francês Romain Dumontier.

“Fiquei um dia no hospital e o acidente foi uma semana antes das duas primeiras etapas, de Itapema (SC). O médico falou que eu não poderia correr, mas fui mesmo assim e venci a primeira etapa. Na segunda, no dia seguinte, fiquei em segundo porque estava doendo muito. Por tudo o que eu passei, com certeza foi um título da superação!”, conta o piloto.

Patrik não só venceu a primeira rodada dupla, como também foi campeão em todas as outras etapas da temporada na categoria EJ.

O piloto da equipe Yamaha O2BH Racing ainda correu a última etapa com dois pontos no rosto porque sofreu um corte na troca de pneu.

Ele completou o ano com 300 pontos na categoria EJ, enquanto o também capixaba Willian Lauers, de São Roque do Canaã, fez 267. O terceiro foi o paulista Washingtos Murillo, com 220.
Patrik é bicampeão brasileiro (Foto: Divulgação )
Patrik é bicampeão brasileiro (Foto: Divulgação )
E está enganado quem pensa que correr nas trilhas com as costas lesionadas e o rosto cortado deixou a família de Patrik preocupada. “Que nada! Eles sempre me apoiaram porque somos uma família de motociclistas.

Meu pai (Evandro Zoim), meu tio (Eder Reginaldo) e meus avós foram pilotos. Minha primeira competição foi com três anos de idade! Com dois anos, eu já andava de bicicleta sem rodinha”, conta.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados