Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Capixaba entre os 10 melhores do mundo no parapente

Esportes

Esportes

Capixaba entre os 10 melhores do mundo no parapente


Frank Brown ficou em 9º lugar  (Foto: Instagram @frankbrown70)
Frank Brown ficou em 9º lugar (Foto: Instagram @frankbrown70)

O capixaba Frank Brown terminou em 9º lugar no Campeonato Mundial de parapente, disputado na Macedônia. A competição foi encerrada no último domingo (18), na cidade de Krusevo. Além do capixaba, outros três atletas brasileiros representaram o País no campeonato. Na disputa entre países, o Brasil ficou na sétima colocação.

O Mundial reuniu cerca de 150 atletas de 49 países. Para disputar o campeonato, Brown explicou, os competidores precisam estar entre os três primeiros colocados no ranking de seu país - determinado pela classificação em provas nacionais e internacionais. Por essa razão, o nível da disputa é bastante elevado, destacou o capixaba.

Outro fator que desafia os atletas é a natureza. “A gente trabalha com ar que é mais imprevisível do que o mar. Então a estratégia é sempre ficar bem posicionado durante a competição para, nos últimos dias, ficar entre os 10 primeiros, porque a diferença entre os 10 primeiros é pequena. Um minuto mais rápido em qualquer uma das provas, eu estaria em primeiro ou em segundo lugar”, afirmou ele.

Nos últimos dias de competição, Brown chegou com chances de pódio, mas acabou na 9ª colocação no individual geral. “No penúltimo dia, comecei em 6º lugar e, por ironia do destino, fiz uma prova muito boa, mas um italiano fez uma prova boa, venceu com boa vantagem e forçou para baixo a pontuação de todos os outros”, explicou ele.

Equipe brasileira no Mundial de parapente (Foto: Instagram @frankbrown70)
Equipe brasileira no Mundial de parapente (Foto: Instagram @frankbrown70)
O capixaba já ficou entre os 10 primeiros em outros Mundiais e tem como melhor marca um segundo lugar, em 2003, quando o campeonato aconteceu em Portugal. Apesar de ficar fora do pódio, Brown se diz satisfeito com seu desempenho e também dos brasileiros. “Satisfeito não só com meu desempenho, mas da seleção. A equipe se divertiu muita na competição. Foi muito produtivo. As pessoas do grupo, que competiram comigo, sabem das dificuldades do esporte e ninguém ficou frustrado”, disse.

Os outros brasileiros que competiram foram Marcela Uchoa, que ficou no 4º lugar geral, no feminino; Rafael Saladini, que terminou em 17º geral, e Rafael Bastos, que conseguiu a 30º colocação.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados