Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Briga na Câmara de Vitória vai parar na Corregedoria
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Briga na Câmara de Vitória vai parar na Corregedoria

A briga entre o presidente da Câmara de Vitória, Cleber Felix, e o vereador Leonil Dias foi parar na Corregedoria. Dos quatro processos que tramitam no setor de investigação da Casa, três se referem aos dois e têm como alvo a quebra de decoro.

De acordo com o corregedor-geral, vereador Sandro Parrini, o processo 5962/2019 foi movido por Cleber contra Leonil. O presidente acusa o vereador de falsa identidade, de ter usado outro nome quando investigava um contrato feito pela presidência envolvendo uma casa de festas.

Em outro processo, o 5905/2019, Leonil acusa o presidente de difamação e de tê-lo xingado de “asno”. O 3º, 6200/2019, é movido por assessores de Leonil que acusam Cleber de assédio moral, por ter criticado publicamente a atuação da equipe.

Na última sexta-feira (7), foram eleitos os relatores dos processos: Dalto Neves vai relatar o de autoria de Cleber Felix e Vinícius Simões vai relatar os outros dois.

Investigação técnica

A Corregedoria da Câmara de Vitória, que é formada pelos vereadores Sandro Parrini, Neuzinha de Oliveira, Luiz Paulo Amorim, Dalto Neves e Vinícius Simões fez questão de enfatizar que a investigação nos quatro processos que tramitam na Câmara será técnica e não política. Eles têm 10 dias, prorrogáveis por mais 10, para apresentar parecer ao colegiado.

Sinuca de bico

O presidente da Assembleia, Erick Musso, ainda não decidiu se acata o recurso protocolado por um grupo de oito deputados que quer levar a indicação da deputada Iriny Lopes para homenagear Jean Wyllys e João Pedro Stédile para o plenário. “Estou avaliando regimentalmente”. Se aceitar, será a 1ª vez na Assembleia que deputados barram homenagem.

Dalto, o “entoucado”

O vereador de Vitória Dalto Neves chamou a atenção na sessão da última quinta-feira (6). Ele apareceu na Câmara com uma touca branca. Motivo? O vereador está implantando cabelo. Na sessão da Corregedoria da última sexta, os colegas até brincaram: “Dalto está numa missão delicada”.

Rose vai ao MEC para liberar recurso

A senadora Rose de Freitas se reuniu com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, juntamente com os reitores da Ufes e do Ifes para tentar destravar R$ 14 milhões – bloqueados pelo contingenciamento de recursos.

Se liberado, o dinheiro será utilizado para o pagamento de dívidas referentes aos meses de maio e junho de 2019. A reunião ocorreu na terça-feira passada (4).

Projeto reduz número de vereadores em Aracruz

Sete vereadores de Aracruz – Alcântaro Filho, Fábio Netto, Mônica Cordeiro, Celson da Farmácia, Dileuza Marins, Romildo Broetto e Adeir do Gás – assinaram projeto de resolução para reduzir o número de vereadores de 17 para 13 já na próxima legislatura. O projeto foi protocolado na última quinta-feira e, após passar pelas comissões, vai à votação em plenário, onde precisa de 2/3 dos votos (12 dos 17 vereadores). O município tem 68.810 eleitores.

Em 2019 tem mais!

O vereador de Vila Velha Heliosandro Mattos, que indicou o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, para receber o título de cidadão vilavelhense deste ano, disse que no ano que vem o título vai para o ex-senador Pedro Simon.

Ética em debate

O advogado criminalista Raphael Câmara fala sobre Ética e Prerrogativa do Advogado na próxima sexta-feira, às 19h, para estudantes do curso de Direito da Faculdade Doctum.

De olho

O presidente do PSL no Estado, o ex-deputado Carlos Manato, esteve na convenção do MDB da Serra, o que gerou insatisfação de grupos de direita no Estado.

Falando nisso...

O mercado político está igual a Tomé, só acredita que Manato trocou de cargo (da Casa Civil para o MEC) depois que sair publicação oficial.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados