Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Bolsonaro percebe que Bezerra líder pega mal
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


Bolsonaro percebe que Bezerra líder pega mal

Eleito sob a promessa e após uma trajetória política de combate à corrupção, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) não pode tolerar que seu governo tenha como Líder no Senado um político acusado pela Polícia Federal de receber propinas de mais de R$ 5,5 milhões.

E há ainda outros casos em que figura como suspeito ou acusado. “O Presidente já percebe que ter Bezerra como líder pega mal”, disse um general com gabinete no Planalto, entre tantos que nunca entenderam essa escolha.

À própria disposição
Em público, o líder suspeito “colocou o cargo à disposição”, mas em particular passou o dia articulando sua permanência.

Fofoca como arma
Bezerra mandou aliados espalharem a fofoca de que a busca em seu gabinete teria sido retaliação à ameaça de demissão do diretor da Polícia Federal.

Onyx, o padrinho
Foi de Onyx Lorenzoni (Casa Civil) a ideia de fazer Bezerra líder do governo. Bolsonaro foi fiel ao estilo “dar carta branca” aos ministros.

Coçando a testa
A eventual demissão de Bezerra pode ser o pretexto para Onyx sair do governo também. Até porque já não tem muito a fazer na Casa Civil.

Acordo beneficiava aliado do MPF contra Gilmar
Ao anular acordo nos Estados Unidos que reservava R$ 2,6 bilhões à força-tarefa da Lava a Jato, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, chamou atenção para um trecho, também vetado, destinando R$ 1,4 bilhão a acionistas minoritários da Petrobras. Intrigou o STF a curiosa coincidência: acionistas majoritários são clientes do escritório do jurista Modesto Carvalhosa, aliado do procurador Deltan Dallagnol e da Lava a Jato nas críticas ao ministro Gilmar Mendes.

Aliados tácitos
Dallagnol e colegas da Lava a Jato sempre criticaram Gilmar Mendes e Carvalhosa até ingressou com pedido de impeachment do ministro.

Montanha de dinheiro
O acordo previa para acionistas minoritários, que ajuizaram ações no Brasil, 50% dos US$ 682,56 milhões (R$ 2,8 bilhões, na cotação atual) da indenização definida nos EUA.

Tudo errado
Na decisão que redirecionou os R$ 2,6 bi para preservar a Amazônia e Educação, Alexandre de Moraes foi contundente contra a força-tarefa.

Terceiro grau
Quem põe a mão no fogo pode ser queimar. Caso do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que agora exige explicações do STF sobre as investigações policiais contra o líder do governo Fernando Bezerra.

Vê quem quer
Dados do Instituto de Segurança Pública mostraram queda de 21,5% no número de homicídios no Rio de Janeiro entre janeiro e agosto. Mas, nas manchetes só se vê aumento no número de mortes dos bandidos.

Sem arrependimentos
A senadora Selma Arruda (MT), que trocou o PSL pelo Podemos, não está arrependida do apoio a Bolsonaro, “do contrário a esquerda teria voltado”, mas mal disfarça sua tristeza com os rumos do governo.

Tiro no pé
Parlamentares ligados ao próprio governo reclamam que o ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) não recebe ninguém. Tem senador e deputado aguardando há dois e até três meses por uma audiência.

O Estado sou eu
Além de criticar Bolsonaro por não referendar a lista tríplice oficiosa que prepararam, na escolha do PGR, associações de procuradores atacam senadores que não referendaram a recondução de dois deles para integrar o CNMP, órgão de controle do ministério público.

Pedala, ANP
A modorrenta Agência Nacional do Petróleo (ANP) finalmente se mexeu e fiscalizou cem postos do DF, suspeitos de aumentos abusivos nos preços dos combustível. Mas, só se mexeu após o Procon-DF.

Fila na porta
Os chineses estão chegando e deputados fazem fila pedindo ajuda ao colega Fausto Pinato (SP), presidente da Frente Parlamentar Brasil-China e Brics, tentando garantir investimentos para seus estados.

História repetida
A cassada Dilma disse que apoiadores do presidente Jair Bolsonaro acharam que o controlariam, mas não conseguiram. Noves fora, é mais ou menos o que um certo presidiário prometeu nas eleições de 2010.

Pensando bem...
...muitos dos políticos que chamavam o fundão eleitoral de absurdo, depois de 2018 já o acham aceitável. Após 2020 será imprescindível.

PODER SEM PUDOR

Desafio de araque
Coronel Chico Heráclito, de Limoeiro, sabia jogar pesado naquele Pernambuco dos anos 1960. Certa vez, reza a lenda, ele foi desafiado para um duelo pelo líder das Ligas Camponesas, Francisco Julião.

Chico Heráclito aceitou o confronto, mas fez exigências:

“Topo, mas impondo condições. O local será em Limoeiro e as armas serão estas: eu entro com as patas, e o Julião com os chifres”.

Colaboram: André Brito e Tiago Vasconcelos

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

Caixa-preta do BNDES vai continuar fechada

Os detalhes da farra de financiamentos bancados pelo BNDES, com dinheiro público, continuam escondidos do contribuinte, que paga a conta, após 10 meses de governo Bolsonaro. A CPI do BNDES na …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Retrocesso: projeto ressuscita imposto sindical

Tem odor de mofo a “nova” proposta de “reforma sindical”, cujo objetivo é restabelecer o infame imposto sindical obrigatório, que enriqueceu milhares de sindicalistas e fez dos sindicatos uma das …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Desastre iguala derramamento do Cosco Busan

A quantidade de petróleo recolhida pela Petrobras da costa nordestina já equivale a todo o petróleo derramado na costa americana, em novembro de 2007, no acidente do cargueiro Cosco Busan. O …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Bolsonaro afasta adeptos e faz a festa da oposição

Em poucos dois dias, Jair Bolsonaro conseguiu a proeza de esfarelar o que havia de apoio sólido entre deputados que o sustentam. Rachou o próprio partido, que só totaliza pouco mais de 10% dos …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Jogada tenta encarecer e inviabilizar energia solar

A serviço das distribuidoras de energia, a “agência reguladora” Aneel vai golpear quem investiu em geração de energia solar. Em “consulta pública”, a Aneel finge submeter a “debate” o que já …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Governo pode ressuscitar modelito Marcos Valério

Entidades do setor de publicidade estão preocupadas com o edital de licitação do governo Bolsonaro para contratar agências, cuja minuta foi submetida a consulta pública. Acham a ideia da …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Delação de Palocci enrola até italiana Parmalat

O ex-ministro Antonio Palocci revelou relações promíscuas da cúpula do PT até com empresas de laticínios, em seu depoimento à Polícia Federal. Ele contou haver recebido propina de R$ 100 mil …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Maia sempre apoiou o fim da Justiça do Trabalho

A proposta de extinção da Justiça do Trabalho (JT) é considerada uma espécie de resgate da promessa do presidente na Câmara, Rodrigo Maia. Ele jamais escondeu sua ideia. “A Justiça do Trabalho não …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Submarino teve propina milionária para franceses

Não foram apenas PT e Odebrecht que faturaram alto com o projeto bilionário do submarino nuclear brasileiro (Prosub). Em sua delação, o ex-ministro Antonio Palocci detalha os repasses de propina a …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Palocci implica Safra e seu banco em corrupção

Joseph Safra e o banco Safra são citados 68 vezes por Antonio Palocci em depoimento devastador à Polícia Federal sobre suas relações com o ex-presidente Lula. O ex-ministro confessa haver …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados