Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista Kleber Amorim

Plenário

Imagem do colunista Kleber Amorim

Kleber Amorim

Kriptonita sem efeito

10/10/2021 12:01:55 min. de leitura

O presidente da Assembleia, Erick Musso (Republicanos), estaria tomando decisões no Legislativo sem a assinatura dos demais membros da Mesa Diretora – o 1º secretário Dary Pagung (PSB) e o 2º secretário Coronel Quintino (PSL) – para a nomeação e exoneração de servidores da Casa.

Recentemente, ele também assinou a retirada da resolução que limitava em cinco o número de CPIs no Legislativo.
O problema é que, após revogado o chamado superpoder de Erick (alteração no regimento que permitia decisões monocráticas), ele deveria ter também o crivo de Dary e Quintino.

Isso teria sido acordado com o governador Renato Casagrande (PSB), em troca do apoio da base do socialista na Assembleia para a recondução de Erick à presidência da Casa.

Ele, porém, estaria se valendo de outra resolução com o mesmo texto da revogada para continuar com o superpoder.

Vigente desde 2019
A assessoria da Assembleia diz que o presidente, regimentalmente, desde 2019 – “portanto de conhecimento de todos deputados e servidores” – responde pela Mesa e isso não foi alterado ou revogado. “Também é de responsabilidade do presidente a abertura de mais de cinco CPIs, se assim a Casa entender que é necessário. Tudo vigente desde 2019”.

E o Bolsonaro no PP?
A possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro ir para o PP poderá ter impacto no Estado. Isso porque o partido faz parte da base aliada de Casagrande, seu desafeto. O presidente do PP capixaba e secretário estadual de Saneamento, Marcus Vicente, diz que o PP nacional “vem tratando esse tema, em 2010, 2014 e 2018, respeitando as realidades estaduais”.

Sinais, fortes sinais
Primeiro partido a noivar com a pré-candidatura do prefeito de Linhares, Guerino Zanon (MDB), ao governo do Estado, teria sido o DC, legenda do (novamente) possível presidenciável José Maria Eymael.
Seriam estes “sinais, fortes sinais” do dono do jingle “O Democrata Cristão”?

Representação
Em razão de indícios de aumento da despesa de pessoal por conta da criação e alteração de cargos em período vedado na pandemia, o Ministério Público de Contas (MPC) propôs representações contra as prefeituras de Irupi, Jaguaré, São José do Calçado, Vargem Alta e Vila Valério.
Segundo o órgão, nos cinco municípios houve criação ou alteração de cargos comissionados, por leis aprovadas após maio de 2020, quando começou a proibição.

Líder de movimento promete não interferir
O deputado Felipe Rigoni, que está deixando o PSB, ainda não definiu para qual partido irá, apesar de o PSDB ser apontado. De certo é a entrada dele no Livres, movimento que se define liberal e promete não interferir na escolha partidária dele. “Não interferimos em questões ou disputas partidárias. A nossa rede de associados se ajuda através da troca de experiências”, disse o diretor-executivo do Livres, Magno Karl, que estará em Vitória, na quarta-feira.

Estrada vira estadual
A Assembleia aprovou projeto de Marcelo Santos (Podemos) que autoriza a estadualização da estrada de Aparecidinha, via que liga Santa Teresa, Santa Maria e Santa Leopoldina. Segundo ele, é um desejo antigo da comunidade, que reclama dos buracos nos 22 quilômetros da via.

Premiação a jornalistas
Para valorizar o profissional de imprensa e seu compromisso de levar à população conhecimento acerca dos seus direitos, a Associação dos Defensores Públicos do Estado recebe, até o dia 31, inscrições para o 4º Prêmio Adepes de Jornalismo: “A importância do trabalho dos defensores públicos durante a pandemia”.

Academia popular
A deputada Janete de Sá (PMN) disse ter conseguido, em parceria com o governo, duas academias populares para Bom Jesus do Norte.

Só volta na quarta
A Assembleia, por conta do feriado na terça-feira, só retorna na quarta.