Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Bancada diz a que veio

Deputados estaduais ligados à área de segurança se revezaram ontem na tribuna da Assembleia e, pelos discursos, deixaram claro que a tônica será cobrar o governo por mais investimentos na área. Capitão Assumção foi o 1º a falar.

Tendo como pano de fundo a decisão da Justiça de colocar em liberdade um dos assassinos de um PM morto em 2015, Assumção disse que a lei é fraca e criticou o salário de policiais. “Pior salário do País”. Foi sucedido por Danilo Bahiense.

O delegado disse estar preocupado com o efetivo da Polícia Civil. “Há 29 anos tínhamos 316 peritos na Polícia Técnico-Científica, hoje temos 80 para atender toda a população. A carência é muito grande”. Citou a falta de servidores para recolher cadáveres e do estado das viaturas.

Para encerrar, Lorenzo Pazolini apresentou uma PEC que assegura aos delegados a garantia de “inamovibilidade”, para evitar que sejam transferidos por questões políticas.

Sem transferências

O delegado Lorenzo Pazolini, que assina a PEC junto com Enivaldo dos Anjos, disse que ela visa combater a impunidade e interferências na investigação. “Como acontece hoje e num passado próximo? Quando o delegado começava a investigar poderosos ou alguém que desagradasse esse ou aquele setor era sumariamente retirado da investigação”, afirmou.

Foto histórica

O deputado federal Josias da Vitória é o novo coordenador da bancada e já conseguiu um feito histórico: juntar os 13 integrantes da bancada numa reunião. Muitos afirmaram não se lembrar a última vez que a bancada se reuniu inteira como agora para votar no novo coordenador.
O deputado Evair de Melo, que também era cotado, apoiou Da Vitória.

Casa dos delegados

Mais um delegado vai entrar na Assembleia. Trata-se do delegado aposentado André Cunha que vai assessorar a Comissão de Segurança, presidida pelo deputado Danilo Bahiense.

Cunha passou pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, de Homicídios e Proteção à Mulher e pela Defraudações. Também atuou na Repressão ao Crime Organizado, na época do assassinato do juiz Alexandre Martins.

Mameri, o fominha!

O novato Emílio Mameri chegou com disposição. Além de ter abocanhado a 2ª secretaria da Mesa Diretora, também virou vice-presidente da Comissão de Saúde e membro das de Educação, Segurança, Política sobre Drogas e Agricultura. Como o limite é de atuar em até 4, saiu da de Drogas.

Galeria

Hartung conselheiro

O ex-governador Paulo Hartung vai fazer parte do Conselho Consultivo da Educação do Estado de São Paulo. O convite foi feito pela presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna. Hartung também já faz parte do conselho consultivo do CNJ.

Cabelos brancos ensinam

Impaciente com a demora em passar um vídeo seu na sessão, o deputado Vandinho Leite soltou: “E olha que eu aviso antes”. De pronto e de forma bem elegante, o deputado Hércules Silveira saiu em defesa dos servidores: “Até na Globo, ao vivo com o Bonner, acontecem falhas. Não se pode culpar os funcionários que estão lutando para colocar o vídeo no ar”.

Na chefia

O ex-subsecretário da Casa Civil Miro Vilarim virou chefe de gabinete do deputado Adilson Espíndula (PTB), conforme a coluna Plenário antecipou no final do ano passado. Ele também vai se filiar ao partido.