Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Avaí bate Athletico fora de casa e vence a segunda no Brasileiro

Esportes

Esportes

Avaí bate Athletico fora de casa e vence a segunda no Brasileiro


Enfrentando o time reserva do Athletico-PR, o Avaí alcançou a sua segunda vitória neste Campeonato Brasileiro. Os catarinenses venceram o time de Tiago Nunes, neste domingo (15), em plena Arena da Baixada, pelo placar de 1 a 0, gol de Jonathan, ainda no primeiro tempo.

No fim do jogo, os atleticanos ainda tiveram a chance de empatar com um pênalti que chegou a ser marcado pela arbitragem. Porém, Felipe Fernandes de Lima voltou atrás da marcação após consultar o VAR.

Apesar da vitória, o Avaí termina o primeiro turno do Brasileirão com a lanterna. São apenas 13 pontos, um atrás da Chapecoense, que perdeu neste sábado (14) para o Vasco.

Já o Atlhetico-PR permanece em uma posição intermediária, com 26. A equipe rubro-negra sofreu a terceira derrota diante de sua torcida e só venceu uma vez nas últimas cinco rodadas.

Porém, o foco dos paranaenses está todo na final da Copa do Brasil. Na quarta-feira (18), o time vai a Porto Alegre para enfrentar o Internacional e tentar manter a vantagem sobre os gaúchos para ficar com a taça -na ida, o Athletico venceu em casa por 1 a 0.

O destaque catarinense foi o atacante Jonathan. Com apenas 20 anos e em seu terceiro jogo entre os profissionais, ele fez o seu primeiro gol com a camisa do time principal do Avaí. Sua estreia foi no começo do mês, na vitória em cima do Fluminense. O garoto, que brilhou no Brasileirão de Aspirantes antes de ser chamado por Alberto Valentim, marcou um belo gol de fora da área e colocou os catarinenses na frente do placar no primeiro tempo.

O jogo começou com o Avaí conseguindo criar e administrar o jogo com certa tranquilidade até o gol. Porém permitiu o crescimento dos paranaenses após a abertura do placar.

Com 13 minutos do primeiro tempo, o jovem atacante Jonathan mandou de longe, no ângulo do goleiro Leo. Após o gol, o Athletico passou a arriscar mais, forçando Vladimir a fazer algumas boas defesas. Uma após chute de Erick pelo lado direito e outra num cabeceio à queima-roupa de Madson. Marcelo Cirino ainda fecharia o primeiro tempo com uma bola na trave.

Na etapa complementar, o nível do Athletico caiu, dando mais equilíbrio à partida. Tiago Nunes tirou Braian e Everton Felipe, colocando atacantes descansados para buscar a virada. Pedrinho e Tomás Andrade arriscaram nos minutos finais, mas a melhor chance do segundo tempo foi criada por Betão, veterano zagueiro do Avaí. Ele arriscou um chute após o escanteio e quase ampliou o placar.

Nos acréscimos, o árbitro Felipe Fernandes de Lima chegou a dar pênalti para o Athletico-PR, mas voltou atrás após consulta do VAR, mantendo assim a vitória para o Avaí.

ATHLETICO-PR
Leo; Erick, Madson, Pedro Henrique, Abner Vinícius; Matheus Rossetto, Lucho González (Tomás Andrade), Everton Felipe (Vitinho), Thonny Anderson; Marcelo Cirino, Braian Moreno (Pedrinho). T.: Tiago Nunes

AVAÍ
Vladimir; Iury (Léo), Betão, Ricardo, Igor Fernandes; Pedro Castro, Richard Franco, Matheus Barbosa; Caio Paulista, Jonathan (Julinho), Lourenço (Mosquera). T.: Alberto Valentim

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Juiz: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Público e Renda: 13.784 torcedores / R$ 219.680,00
Gol: Jonathan, aos 13min do primeiro tempo (Avaí)
Cartão Amarelo: Rossetto (Athletico)


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados