search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Auxílio-doença deverá ser pago por patrão
Direito dos Aposentados

Redação Tribuna Online


Auxílio-doença deverá ser pago por patrão

Por Ivy Coutinho

Aprovado recentemente, relatório da medida provisória 891, traz uma novidade para o auxílio-doença: as empresas poderão ter de pagar o benefício dos colaboradores afastados por até 120 dias.

Originalmente, a MP foi editada pelo governo em agosto deste ano e trata sobre a liberação de metade do 13º dos aposentados e pensionistas do INSS no calendário de benefícios de agosto.

De acordo com informações da Agência Senado, a mudança está no projeto de lei de conversão da medida provisória, que determina que o patrão terá de pagar o auxílio-doença por até quatro meses, mas terá compensação tributária para isso.

A nova regra não atingirá micro e pequenas empresas, pequenas cooperativas, MEIs (Microempreendedores Individuais), trabalhadores domésticos, contribuintes individuais, trabalhadores avulsos, empregados intermitentes e empregados rurais.

Atualmente, a empresa paga os valores até o 15º dia de afastamento; a partir do 16º, o pagamento é feito pelo INSS. Para receber o benefício, o trabalhador deve passar por perícia. Mas, como demora até ser atendido pelo médico, pode ficar alguns meses sem dinheiro nenhum.

Vale lembrar que o auxílio-doença é um benefício concedido pelo INSS para o segurado que fica temporariamente incapacitado para o trabalho, por acidente ou por doença.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados