Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ataques só fortalecem Moro junto a Bolsonaro
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


Ataques só fortalecem Moro junto a Bolsonaro

Podem tirar os escorpiões da chuva: Jair Bolsonaro não demite para conter pancadaria da imprensa. Ao contrário: quanto mais o ministro é atacado, maior a solidariedade do chefe, como se vê no caso de Sérgio Moro (Justiça), já convidado a acompanhá-lo ao Maracanã lotado, amanhã, na final da Copa América. Bolsonaro tem dito aos mais íntimos que jamais aceitará ser “pautado pela imprensa”. Além do mais, soldados de infantaria não deixam seus camaradas para trás.

“Ser pautado”, jamais
Há ministros que não saíram do governo porque o Presidente não aceita “ser pautado” ou pela decisão de protegê-lo dos inimigos.

Demissão abortada
Onyx Lorenzoni já deveria ter saído da Casa Civil, mas a notícia vazou e o Presidente, que gosta do ministro e detesta ser pautado, abortou tudo.

Roda presa, mas firme
Outro ministro na corda bamba, cuja demissão vazou e por isso ele foi mantido, é o “roda presa” Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional).

Onyx demite chefe da PPI para demonstrar força
O governo Bolsonaro perdeu um dos quadros mais admirados para que o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) pudesse dar demonstração de força, após o esvaziamento de suas atribuições.

Adalberto Santos de Vasconcelos, auditor do Tribunal de Contas da União (TCU), foi substituído na Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) pela ex-presidente da Infraero Martha Seillier.

Esvaziamento
Após transferir as secretarias mais importantes subordinadas a Onyx, Bolsonaro passou à Casa Civil a PPI, que dispensa a tutela de ministro.

Ele tem a força
Desse modo, para mostrar que manda, Onyx exigiu a demissão de Adalberto para nomear alguém de sua escolha.

Um especialista
Adalberto Santos de Vasconcelos chefiava a PPI desde sua criação, em 2016. É considerado o maior especialista em privatizações do País.

Conversa entre mocinhos
O vazamento de supostas mensagens são úteis apenas à “euforia dos corruptos” e para animar debates entre advogados. Aos brasileiros interessa constatar que não se vê trama para livrar a cara de ladrões, nem para roubar o País, mas para levar criminosos ao xilindró.

Que mensagens?
Os ministros Paulo Guedes (Economia) e Sérgio Moro (Justiça) foram ruidosamente aplaudidos de pé, demoradamente, por milhares de pessoas presentes em um evento de investidores, em São Paulo.

Mandou bem
Bolsonaro nomeou um dos mais competentes embaixadores, Pedro Bretas (que não á parente do juiz da Lava a Jato), representante do Brasil na CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa), em Lisboa.

Confiança no DF
O Índice de Confiança do Empresário Industrial do DF subiu para 58,9 pontos em junho: 5 pontos a mais que maio. Em relação a junho de 2018, são 8,6 pontos a mais. O estudo é da Federação das Indústrias.

R$ 100 bi para o Brasil
Segundo o Ministério da Economia, o acordo Mercosul-União Europeia deve trazer investimentos de US$ 113 bilhões (R$ 430 bilhões) nos próximos 15 anos. A fatia brasileira desses investimentos é de quase R$ 100 bilhões.

Relação firme
Mãe do Partido dos Trabalhadores, a Fundação Perseu Abramo aposta em “rusga” entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes. Sinal que o “casamento” dos dois continua firme.

Balanço da reforma
A comissão especial da reforma da Previdência realizou 22 reuniões. Foram 132 horas de debates desde a primeira reunião, em 25 de abril. Só a votação do parecer do relator e de 116 destaques durou 16 horas.

Pensando bem...
...espírito tem a oposição: o governo aprovou a reforma com 73,4% dos votos na comissão, mas derrotados do PT cantaram “vitória”.

PODER SEM PUDOR

Na retranca
Na campanha “Diretas já”, em 1983, celebridades aderiam à causa sem problemas. Exceto Pelé, que se manteve reticente até declarar apoio, repentinamente.

Foi logo após o então presidente João Figueiredo convidar Xuxa, com quem Pelé brigara, para uma visita ao Planalto.

Governador de Minas, Tancredo Neves tentava entender o comportamento retranqueiro do “rei”: “Uai, o Pelé agora está jogando no gol?”

Colaboram: André Brito, Jorge Macedo e Tiago Vasconcelos

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

Submarino teve propina milionária para franceses

Não foram apenas PT e Odebrecht que faturaram alto com o projeto bilionário do submarino nuclear brasileiro (Prosub). Em sua delação, o ex-ministro Antonio Palocci detalha os repasses de propina a …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Palocci implica Safra e seu banco em corrupção

Joseph Safra e o banco Safra são citados 68 vezes por Antonio Palocci em depoimento devastador à Polícia Federal sobre suas relações com o ex-presidente Lula. O ex-ministro confessa haver …


Exclusivo
Cláudio Humberto

PSL pede a Bolsonaro “a dignidade de se desfiliar”

Lideranças do PSL esperam que o presidente Jair Bolsonaro “tenha a dignidade de apresentar sua desfiliação”, após atacar a sigla, que para ele “já era”, e seu presidente Luciano Bivar. Políticos …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Meirelles “atrapalhava” e Mantega o queria fora

O ex-ministro Antonio Palocci, homem de confiança de Lula, contou à Polícia Federal como Guido Mantega articulou, em 2009, a demissão do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, para que ele …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Lula levou 10% do lucro do BTG com vazamento

A informação privilegiada sobre a queda da taxa de juros Selic, vendida pelo ministro Guido Mantega ao banco BTG, de André Esteves, operou um “milagre” em 2011: da noite para o dia, entre 31 de …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Novo presidente deprime e torna a OAB omissa

Eleito em janeiro presidente a OAB até 2022, Felipe Santa Cruz já é considerado, de longe, a mais omissa liderança da história recente da entidade. Tomou chá de sumiço logo após a polêmica com o …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Cubana processa a Opas por trabalho escravo

A Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), que se presta ao papel de intermediar programas como o “Mais Médicos”, baseado na exploração da mão-de-obra de profissionais de medicina cubanos, é o …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Ibaneis vai à OAB para impedir Janot de advogar

O governador Ibaneis Rocha, que foi presidente da OAB no Distrito Federal e membro do conselho federal da Ordem, representou contra o ex-procurador geral da República Rodrigo Janot, pedindo a …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Juristas preveem até anulação de atos de Janot

A expectativa dos meios jurídicos é de avalanche de ações, nos tribunais, tentando a nulidade das denúncias do ex-procurador geral da República na Lava a Jato. Criminalistas constroem a …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Janot confessa que trabalhava em meio a bebida

Um bar com bebidas alcoólicas em sala anexa ao próprio gabinete, na Procuradoria Geral da República (PGR), pode render dissabores a Rodrigo Janot. Em seu livro, onde também revela o plano de …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados