Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Após pedidos de Kim Kardashian e Justin Bieber, Trump pretende libertar rapper preso

Notícias

Internacional

Após pedidos de Kim Kardashian e Justin Bieber, Trump pretende libertar rapper preso


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, parece ter ouvido os pedidos de celebridades americanas e está trabalhando para que as autoridades suecas libertem o rapper A$AP Rocky, 30.

Detido após uma briga na rua, momentos antes de show em um festival no país, o músico aparece em vídeos jogando um sujeito no chão. Seus advogados disseram que o ato foi em defesa própria.

Rakim Mayers –nome verdadeiro do rapper–, está em detenção na Suécia desde o começo do mês. O caso gerou comoção na classe musical americana, que enviou pedidos ao presidente para negociar com as autoridades suecas.

De acordo com postagem nas redes sociais, Trump está acompanhando o caso. "Acabei de ter uma ótima conversa com o primeiro-ministro sueco, Stefan Lofven, que garantiu que o cidadão americano A$AP Rocky será tratado justamente", escreveu.

O caso também foi discutido em um encontro com jornalistas na Casa Branca, nesta sexta (19), em que o presidente disse que muitas pessoas o ligaram para pedir ajudar.

"Eu, pessoalmente, não conheço A$AP Rocky, mas eu posso dizer que ele tem um apoio tremendo da comunidade afro-americana neste país", disse.

O comunicado veio após autoridades suecas decidirem que o rapper ficará mais uma semana sob custódia, para que a polícia continue com as investigações –ela te até 25/7.

O deputado Adriano Espaillat, de Nova York (cidade do artista), é outro político que quer auxiliar na libertação e está em permanente contato com a embaixada americana na Suécia.

Kanye West e a esposa, Kim Kardashian, entraram em contato com o genro de Trump para convencê-lo a interceder em favor do artista.

Outra celebridade que comentou o caso foi Justin Bieber, que aproveitou para alfinetar o presidente em seu pedido de ajuda.
"Eu quero meu amigo fora. Eu aprecio que você esteja tentando ajudá-lo. Mas enquanto isso, você também pode deixar aquelas crianças fora das grades?", questionou em relação a imigrantes ilegais detidos na fronteira dos Estados Unidos com o México.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados