Aniversário tem que ter festa

Essa semana meu filho mais novo completou 5 anos. Foi dia de agradecer a papai do céu por ter confiado a mim e ao pai a missão de conduzir sua vida. Dia de relembrar com muita emoção desde a descoberta da gravidez até a hora do seu nascimento. Mas além de tudo isso, foi dia festa, de bolo, de assoprar vela e de cantar parabéns!

Esse ano escolhemos comemorar numa brinquedoteca (Brincalegria), só para as crianças, exatamente como fizemos para o mais velho quando completou 5 anos! E foi uma delícia ver o sorriso do meu pequeno, encheu meu coração de gratidão.

Foto: Camilla Baptistin
Foto: Camilla Baptistin

Sempre dei muita importância para aniversários e há alguns anos descobri e constatei que esse rito de passagem, além de desenvolver a socialização, tem um importante significado para as crianças. Era o que eu precisava para seguir comemorando.

Você sabia que os pequenos só entendem que cresceram quando fazem aniversário e cantam parabéns? Conversei com uma psicóloga sobre este assunto e ela me explicou que é através da festa que eles assimilam que mudaram de idade e que ficaram mais velhos. O ritual da comemoração delimita a troca de idade e só assim eles “crescem”.

 Foto: Camilla Baptistin
Foto: Camilla Baptistin

E sabe um jeito de comprovar isso? Quando comemoramos o aniversário numa data diferente a do nascimento, as crianças ficam confusas. Não sabem qual dia vão mudar de idade, outras chegam a achar que mudam duas vezes. É muito engraçado e bonitinho de ver. Sendo assim, não adianta trocar a festa por presentes ou uma viagem, mesmo que seja a dos sonhos. É possível que seu filho não entenda que ficou mais velho, justamente porque não comemorou.

Não foi nem uma, nem duas vezes que fui questionada pelos meus quando digo que é aniversário de alguém, querendo dizer que é o dia que a pessoa nasceu. Não conseguem entender como ficar mais velho sem fazer “aniversário”, ou seja, sem festa. Puxa pela memória se você nunca vivenciou esta situação? Claro, que com a idade, vão entender. Mas enquanto isso não acontece, seguirei usando este motivo a mais para comemorar. Como se eu precisasse...

 Foto: Camilla Baptistin
Foto: Camilla Baptistin

Mas você pode estar se questionando: mas fazer festa é caro, dá trabalho. Depende! Quando digo fazer festa, não estou falando de ostentação. Um bolo com uma vela, família e amigos mais próximos já basta para eles, pode ter certeza! Inclusive a maioria das minhas festas é na sala de casa e particularmente amo. Poucas pessoas, todos à vontade e o foco principal na diversão do aniversariante, que precisa terminar a comemoração exausto e feliz.

Fazer festa também é uma excelente oportunidade para pedir ajuda aos filhos, eles amam colocar a mão na massa. Esse ano os dois foram responsáveis por encher as caixinhas de lembranças. O mais velho colou os adesivos nos tubetes, enquanto o menor escreveu os convites para os amigos. Delícias de momentos que ficarão na memória! E o mais importante de tudo? Todo mundo se divertir e a data não passar em branco. Até a próxima!

 Foto: Camilla Baptistin
Foto: Camilla Baptistin