search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Alimentação X diabetes
Nutridicas
Gabriela Rebello

Gabriela Rebello


Alimentação X diabetes

Na próxima quinta-feira, será comemorado o Dia Mundial do Diabetes e, claro, não poderíamos deixar passar essa data em branco, não é verdade?

A diabetes é uma doença desenvolvida pela deficiência na produção da insulina, um hormônio produzido no pâncreas, que causa aumento da glicose (açúcar) na corrente sanguínea, um mal silencioso que se não for tratado pode comprometer o bom funcionamento de vários órgãos do corpo, como rins e olhos.

A doença pode aparecer em qualquer idade, o excesso de peso, o sedentarismo e a alimentação baseada em alimentos ricos em açúcares e gorduras ruins, contribuem como possíveis causas na elevação do número de casos da doença.

A mudança no estilo de vida, com práticas de atividade física, controle de peso e adoção de um padrão alimentar saudável aliada ao tratamento medicamentoso, caso seja necessário, são os principais pilares no tratamento do diabetes.

Vale ressaltar que o paciente diabético pode conviver muito bem com a doença, se fizer um tratamento adequado. Os cuidados devem ser diários e, assim que recebe o diagnóstico da doença, a pessoa já deve aderir um estilo de vida mais saudável.

E no que diz respeito a alimentação, ter diabetes não significa ter que renunciar a uma alimentação prazerosa e saborosa.

Mas claro que algumas alterações, necessárias, irão auxiliar no melhor controle glicêmico.

Então vamos a algumas dicas da Nutri:

– Substitua os cereais refinados pelos integrais no cardápio;

– Não misture nem repita os carboidratos na mesma refeição. Exemplo: arroz, batata, mandioca, mandioquinha, macarrão, pão, aveia, granola.

– Alimentos ricos em açúcares (mel, açúcar mascavo, açúcar cristal, açúcar orgânico) devem ser evitados para prevenir oscilações acentuadas da glicemia;

– Alimentos diet na sua grande maioria são livres de açúcares, mas podem ter valor calórico elevado, por isso, se for consumir esse tipo de alimento, tenha moderação;

– Inclua no cardápio alimentos fontes de gorduras boas. O consumo de gorduras encontradas nas oleaginosas, sementes e abacate por exemplo, ajuda a evitar o diabetes tipo II.

– A canela contribui para controlar os níveis sanguíneos de glicose. Compostos encontrados nesse condimento podem ativar as enzimas que estimulam os receptores de insulina.

– Praticar 30 minutos de exercícios físicos todos os dias, é de extrema importância.

E não se esqueça, no tratamento do diabetes, o Nutricionista tem papel importante e deve fazer parte desse processo, por meio da elaboração de um plano alimentar adequado e com atividades de educação nutricional. Por isso, procure um profissional de sua confiança.

Leu tudo? Agora tem que praticar! Aguardo vocês na próxima semana!

Dicas da Nutri

Diagnóstico
O diagnóstico de diabetes é dado pelo médico. Para ter certeza do resultado e assim começar o tratamento, o médico deve solicitar o teste oral de tolerância à glicose, mais conhecido como Curva Glicêmica.
 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados