search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Alerta de deslizamento para vários municípios capixabas

Notícias

Cidades

Alerta de deslizamento para vários municípios capixabas


Rua do bairro Nova América, Cariacica (Foto: Antônio Moreira/ AT)
Rua do bairro Nova América, Cariacica (Foto: Antônio Moreira/ AT)

Desde a última segunda-feira (11), fortes chuvas castigam municípios da região Sul do Estado e, desde essa terça (12), começaram a atingir a Grande Vitória e as outras regiões.

Nesta quarta-feira (13), várias cidades ultrapassaram a quantidade de chuva esperada para o dia ou do mês, preocupando a Defesa Civil Estadual e as municipais. Por meio de nota, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Cepdec) do Corpo de Bombeiros Militar do ES afirma que o Estado está em estado de alerta. 

"Caso veja sinais de trincas ou deslizamentos saia de sua residência e procure um abrigo seguro! Em caso de emergências ligue 193!", afirma o comunicado. Acesse aqui todos os alertas de deslizamento emitidos no Espírito Santo.

Algumas Defesas Civis de municípios da Grande Vitória também emitiram alerta para deslizamentos e alagamentos.

Confira todas as informações atualizadas da região:

Vila Velha

As equipes da Defesa Civil estão em estado de atenção por causa das chuvas que caem no município. O acumulado registrado até o final da tarde desta quarta-feira (13) chegou a 115 milímetros, a metade de todo o volume esperado para o mês inteiro de novembro.

No município, 19 pessoas estão desalojadas, sendo 12 adultos e 7 adolescentes, que foram abrigados na casa de parentes. Parte das famílias são de bairros da Grande Cobilândia e 4 deles de Pedra dos Búzios. A Defesa Civil registrou 8 ocorrências ao longo do dia, a metade com pedidos de remoções e a outra parte com solicitações para vistorias em locais com risco estrutural.

Após o desmoronamento de parte de um galpão, em Jardim Marilândia, a Defesa Civil notificou o proprietário para evacuar o local e que seja contratado um técnico especializado para acompanhar a demolição da edificação. Também quatro pessoas de uma mesma família, moradores de uma residência, em Pedra dos Búzios, foram orientadas a se alojarem na casa de parentes em virtude do risco iminente do desmoronamento de um barranco no fundo da casa.

Ao longo do dia foram registrados pontos de alagamentos superficiais em pelo menos 10 bairros. Os locais mais atingidos foram alguns bairros da Grande Cobilândia, locais que apresentam pontos mais severos de alagamentos.

As equipes da Defesa Civil continuam monitorando o nível dos canais e as áreas de risco do município. Qualquer emergência a população pode acionar o telefone 162 da Ouvidoria Municipal.

Vitória

A Defesa Civil de Vitória emitiu, na tarde desta quarta-feira (13), um alerta para o risco de deslizamento em encostas e áreas de risco devido ao intenso volume de chuva nas últimas 24 horas na capital. Os pluviômetros da capital registraram um volume de 200 milímetros nas últimas 24 horas, mais do que a média prevista para o mês, que era de 181 milímetros, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

O órgão aconselha aos moradores de áreas de encosta que fiquem atentos a qualquer movimentação do solo e de rolamento de blocos. Nesses casos, a recomendação é sair do imóvel e entrar em contato com o telefone de plantão 24 horas: 98818-4432. Os chamados também podem ser feitos pelo Fala Vitória 156.

Além da Defesa Civil, equipes das secretarias de Segurança Urbana (Guarda Municipal) e Central de Serviços atuam desde a manhã desta quarta-feira para minimizar os efeitos da chuva para a população.

O alerta para as áreas de risco se mantém enquanto a chuva permanecer na capital – a previsão até domingo (17) é de chuvas moderadas. 

Serra

A assessoria da Prefeitura foi procurada, mas só respondeu que, na Serra, choveu 72,6 milímetros nas últimas 24 horas. A previsão era de cerca de 50 milímetros. 

Guarapari

A Defesa Civil de Viana informa que nas últimas 24 horas choveu cerca 121 mm no município, volume acima dos 45mm previstos pelo Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTec) para está quarta-feira (13). Contudo, não há registros de desabrigados e desalojados no município. As aulas nas escolas da rede municipal de ensino ocorreram normalmente e os atendimentos nas unidade de saúde não foram prejudicados.

O município registra, ainda, alguns pontos alagamento, e um de maior intensidade na BR 262, entrada do bairro de Marcílio de Noronha. O alagamento no local se deu por conta das obras não finalizadas de macrodrenagem da Eco 101 na construção do viaduto na região. A Prefeitura acrescenta que ainda é necessário que a concessionária faça a ligação até a galeria construída pela Prefeitura no Parque Linear, em Vila Bethânia, para vazão adequada da água da chuva.

As aulas nas escolas da rede municipal de ensino e os atendimentos em saúde estão mantidas para quinta-feira (14). Por meio de assessoria, a Prefeitura informou que não houve emissão de alerta para deslizamentos no município.

Cariacica

A Defesa Civil Municipal está em alerta devido às fortes chuvas que têm caído na região metropolitana desde a última terça-feira (12). Segundo dados da Defesa Civil Estadual, o município de Cariacica recebeu o terceiro maior volume de chuva do Estado, com 115mm. A média para o mês de novembro é de 165mm. 

Na manhã desta quarta-feira (13), a equipe atendeu a um caso de deslizamento em Santa Luzia. Não houve vítimas ou prejuízos materiais. As famílias das três casas atingidas foram orientadas pela Defesa Civil a deixarem o local.

Já no bairro Santa Cecília, a equipe atendeu a um chamado também de deslizamento de barreira. Não houve desalojados. No período da tarde o atendimento foi realizado no bairro Oriente, ocorreu deslizamento de terra e duas famílias foram orientadas a saírem de suas casas. 

  • Em Sotema, foi registrada e atendida a demanda sobre a queda de uma escadaria.
  • Em Nova Canaã, um muro caiu e derrubou a parede de uma casa. A família foi orientada a deixar o local. 
  • Em Santa Bárbara, um talude deslizou. A família da residência atingida foi orientada a deixar o local. 
  • Em Vila Graúna, um muro caiu e atingiu a parede de uma residência. O morador foi orientador a deixar o local.
  • Em Nova Rosa da Penha 1, uma família foi desalojada. A casa apresentou problemas na infraestrutura após o período de chuva. 
  • Em Castelo Branco, ocorreu deslizamento de talude. 

Os pontos de alagamentos foram registrados em Jardim América, Vila Capixaba, Campo Grande, Sotelândia, Rio Marinho, Vale Esperança, Porto de Cariacica, Porto de Santana, Flexal, Campo Verde, Jardim Botânico, Vasco da Gama e Porto Novo.

A Central de Videomonitoramento também auxilia o trabalho da Defesa e está em alerta. Em caso de emergências, o morador deve ligar para 9 8831-6000.

Viana

A Defesa Civil de Viana informa que nas últimas 24 horas choveu cerca 121 mm no município, volume acima dos 45mm previstos pelo Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTec) para está quarta-feira (13). Contudo, não há registros de desabrigados e desalojados no município. As aulas nas escolas da rede municipal de ensino ocorreram normalmente e os atendimentos nas unidade de saúde não foram prejudicados.

O município registra, ainda, alguns pontos alagamento, e um de maior intensidade na BR 262, entrada do bairro de Marcílio de Noronha. O alagamento no local se deu por conta das obras não finalizadas de macrodrenagem da Eco 101 na construção do viaduto na região. A Prefeitura acrescenta que ainda é necessário que a concessionária faça a ligação até a galeria construída pela Prefeitura no Parque Linear, em Vila Bethânia, para vazão adequada da água da chuva.

As aulas nas escolas da rede municipal de ensino e os atendimentos em saúde estão mantidas para quinta-feira (14).


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados