search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Acusados de matar advogado são condenados a 26 anos de prisão

Notícias

Polícia

Acusados de matar advogado são condenados a 26 anos de prisão


Warley Silva Santos, de 31 anos, conhecido como Pelé, e Joilson Gonçalves dos Santos Júnior, o Sorrido, de 29 anos (Foto: Divulgação/Polícia Civil Espírito Santo)
Warley Silva Santos, de 31 anos, conhecido como Pelé, e Joilson Gonçalves dos Santos Júnior, o Sorrido, de 29 anos (Foto: Divulgação/Polícia Civil Espírito Santo)

A Justiça condenou, nesta terça-feira (12), os acusados de matar o advogado criminalista Emerson Vieira, de 42 anos, no dia 21 de julho de 2018, no bairro Rio Marinho, em Vila Velha. O crime causou comoção na classe dos advogados e teve muita repercussão no Estado.

De acordo com a sentença, Joilson Gonçalves dos Santos Júnior, o Sorrido, de 29 anos, e Warley Silva Santos, de 31 anos, conhecido como Pelé, foram condenados por latrocínio e corrupção de menores a uma pena total de 26 anos e 6 meses de reclusão e pagamento de 50 dias-multa, “à razão de 1/30 (um trigésimo) do salário mínimo vigente à época do fato.”

O juiz da 7ª Vara Criminal de Vila Velha, Flávio Jabour Moulin, determinou que acusados deverão cumprir as penas em regime inicialmente fechado. O magistrado também não concedeu o direito dos réus apelarem em liberdade, “tendo em vista que os acusados responderam a presente ação penal reclusos”, diz a sentença.

Um outro suspeito, que teria emprestado o veículo utilizado no crime, foi absolvido de todas as acusações, porque não havia provas suficientes de sua participação. O juiz mandou expedir imediatamente o alvará de soltura em nome dele.

Relembre o caso

 (Foto: Reprocução/Facebook)
(Foto: Reprocução/Facebook)

O advogado Emerson Vieira, de 42 anos, foi morto com seis tiros na tarde do dia 21 de julho de 2018, no bairro Rio Marinho, em Vila Velha. O crime ocorreu em um terreno baldio, na frente de duas filhas do advogado, de 12 e 8 anos, e de uma sobrinha, enquanto procuravam palha de coco para decorar a festa de aniversário de uma das crianças.

Vizinhos contaram que, no início, pensaram que se tratava de um assalto, já que os criminosos levaram a arma do advogado e um cordão que ele usava. 

De acordo com a Polícia, as crianças teriam ouvido os criminosos gritarem "ele é polícia", quando encontraram a arma do advogado. Depois, os seis disparos foram feitos e atingiram o peito, as costas, o abdômen e o rosto do advogado. 

Confira as imagens de uma câmera de videomonitoramento próxima ao local do crime:


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados