Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

A rotina, os (maus) hábitos e as dores do dia a dia
Tribuna Livre

A rotina, os (maus) hábitos e as dores do dia a dia

Não precisa ser atleta para, volta e meia, sofrer uma lesão. A rotina do dia a dia exige esforço até de quem já tem um bom preparo físico. Mais ainda de quem é sedentário. Mesmo atividades corriqueiras que não demandam força podem provocar lesões.

Um simples mau jeito ao subir a escada ou descer do ônibus, por exemplo, pode gerar incômodo. Até usar o celular por muito tempo provoca dores.

Luxações, estiramentos, distensões e torções estão entre as principais causas das dores físicas mais comuns causadas no dia a dia. Isso vale para todos, afinal, quem é adepto dos treinos pode sofrer com elas, devido a sobrecargas e inadequações em exercícios, e quem não pratica atividades físicas regularmente torna-se alvo fácil, diante de mínimos esforços.

Uma torção, por exemplo, pode ser provocada ao fazer movimentos bruscos ou pisar de forma errada. A distensão muscular pode ocorrer devido a excesso de esforço, como para levantar um objeto ou trocar um móvel de lugar.

Quedas, que acontecem em qualquer idade e por vários motivos, podem causar rompimento dos ligamentos de joelho, punho, tornozelo e ombro, o que chamamos de estiramento ligamentar, e também fraturas ósseas.

Todas essas situações ocorrem, geralmente, devido a um episódio marcante, um incidente, e levam as pessoas a buscarem orientação de um especialista, para que seja indicado o melhor tratamento, como deve ser. Existem, porém, aquelas dores que persistem no dia a dia, devido a hábitos tão comuns que, muitas vezes, nem são identificados como causadores dos incômodos.

Calçados inadequados, mochilas e bolsas pesadas e movimentos repetitivos podem provocar dores nas costas, nos ombros e nas mãos, por exemplo. Passar horas do dia mexendo no celular, por exemplo, é prejudicial, se, em vez de levar o aparelho à altura dos olhos, a pessoa sempre curvar o pescoço para frente e abaixar a cabeça, para ficar de olho na tela, o que é muito comum.

É o que chamamos de Síndrome do Pescoço de Texto, ou Pescoço Tecnológico, em que as pessoas se queixam de dores ligadas a tensões na nuca, nos braços, no ombro e no pescoço. A postura inadequada gera uma sobrecarga da coluna cervical, e a compressão excessiva das regiões dorsal e frontal do pescoço pode resultar em dores musculares, tendinites, estiramentos e até hérnias de disco.

Acrescente a isso os movimentos repetitivos com as mãos e os dedos. É comum sobrecarregar os polegares, na hora de digitar no celular. Isso pode provocar tendinite. O ideal é alternar, segurando o aparelho com uma mão, por exemplo, e digitando com o dedo indicador da outra.

Outro tipo de dor que afeta bastante as gerações atuais é a dor física que é reflexo de transtornos emocionais. Muitas pessoas sofrem de dor lombar crônica, por exemplo, provocada pelo estresse. A fibromialgia pode ser desencadeada por depressão e ansiedade.

Além do tratamento adequado para cada tipo de dor, existem recomendações básicas para amenizá-las e gerar mais qualidade de vida: manter uma alimentação saudável, praticar atividades físicas regularmente e aproveitar momentos de lazer.
Todas elas contribuem para manter corpo e mente sãos, o que reflete diretamente no alívio de todas as dores.

Marcos Robson Alves é médico ortopedista, especialista em ombro e cotovelo.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

A trajetória da coxinha

Linguistas ensinam que a existência de muitos idiomas em um espaço territorial pequeno é característica de áreas ocupadas há muito tempo. Já a existência de um único idioma em uma área territorial …


Exclusivo
Tribuna Livre

Metamorfose profissional e o mercado corporativo

O mercado corporativo está passando por mudanças bruscas nos últimos anos. Com o avanço da tecnologia, as empresas estão se reinventando e procurando novos caminhos e soluções ligadas à transformação …


Exclusivo
Tribuna Livre

Reflexões sobre a Arte atual

As pinturas rupestres ou pré-históricas, reveladas ao público no séc. XIX, foram de início apontadas pelos darwinistas como fraudes dos criacionistas (aqueles que acreditam que animais e plantas …


Exclusivo
Tribuna Livre

A relação entre urbanismo e segurança pública

O que o urbanismo tem a ver com a segurança pública? Para muitas pessoas não existe uma relação entre o urbanismo e a segurança pública, mas veremos que ao contrário do que pensa a maioria das …


Exclusivo
Tribuna Livre

O segredo da pré-campanha está no almoço de domingo

No domingo, como bom genro, decidi fazer um churrasco de agrado à minha sogra. Próximo a nossa casa existe um açougue, entretanto, pego o carro e faço questão de atravessar a cidade para comprar os …


Exclusivo
Tribuna Livre

Educação com segurança

Na semana passada tivemos, aqui nos EUA, a volta às aulas. Após quase três meses de férias, que coincidem com o período do verão americano, todos os alunos retomaram suas rotinas de estudo. Não …


Exclusivo
Tribuna Livre

Educação com segurança

Na semana passada tivemos, aqui nos EUA, a volta às aulas. Após quase três meses de férias, que coincidem com o período do verão americano, todos os alunos retomaram suas rotinas de estudo. Não foi …


Exclusivo
Tribuna Livre

A odiosa Devassa e os impostos nos tempos modernos

Durante o Século XVIII, o Brasil-Colônia arcava com elevada carga tributa, que lhe impunha o nosso insaciável colonizador, a Coroa portuguesa. A aludida tributação recaía sobre tudo o que era …


Exclusivo
Tribuna Livre

A PMES e a Guerrilha do Caparaó

O movimento conhecido com “a Guerrilha do Caparaó” é citado por vários autores, como a primeira tentativa insurgência armada contra o regime militar feita por ex-militares cassados e alguns civis, …


Exclusivo
Tribuna Livre

Drama na educação superior pública

A lógica perversa imposta pelo governo às universidades públicas está visível para toda a sociedade. A situação financeira dramática da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) é acompanhada com …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados