search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

“A proposta continua tramitando”, diz presidente da Câmara de Vitória
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


“A proposta continua tramitando”, diz presidente da Câmara de Vitória

Mesmo com a retirada de duas assinaturas de apoio e com o desgaste que o projeto que aumenta o número de parlamentares na capital deve gerar, o presidente da Câmara de Vitória, Cleber Felix, disse que a proposta de emenda à Lei Orgânica para aumentar de 15 para 21 vereadores continua tramitando.

“Vamos esperar segunda-feira para ver o posicionamento dos outros vereadores que não assinaram a proposta. Por enquanto ele continua tramitando”, disse Felix.

Conforme noticiou na sexta-feira (15) o jornal A Tribuna, a proposta foi protocolada com 10 assinaturas de apoio, mas dois vereadores teriam pedido para retirar o nome. Segundo Cleber, o recuo dos dois não irá impedir a tramitação já que o regimento interno dita que é preciso o apoiamento de um terço (5 vereadores) da Casa. De acordo com a Secretaria Geral da Mesa, para valer nas eleições do ano que vem, a mudança deve ser feita até o fim das coligações partidárias (5 de agosto de 2020).

Mais polêmica à vista

Está na pauta de votação da Câmara de Vitória da próxima terça-feira (19), projeto do vereador Roberto Martins que aumenta e fixa o piso dos professores da rede municipal da capital em 50% acima do piso nacional. A categoria deve lotar a galeria da Casa para acompanhar a votação. O salário de um professor de 40h, subiria de R$ 3.300 para R$ 3.836.

Apoio do governador

O governador Renato Casagrande parabenizou a vice-reitora da Ufes, Ethel Maciel, que foi a mais votada na consulta informal feita pela comunidade acadêmica na disputa à reitoria. “Torcer e ajudar para que você seja a escolhida pelo Presidente da República. É a 1ª vez que temos uma vice-governadora, será a 1ª vez que teremos uma mulher à frente da Ufes”.

Um dia de repórter

Após o governador anunciar que a BR-262 (que liga Minas ao Estado) seria liberada, o deputado federal Evair foi para a estrada para mostrar como estava o trânsito e filmou a hora em que meia-pista foi liberada para os veículos. De quebra ainda entrevistou o superintendente do Dnit.

Textão de despedida

O vereador de Guarapari Dito Xaréu, que teve o mandato cassado pela Câmara suspeito de pedir propina, escreveu uma carta de despedida nas redes sociais.

“Gratidão. Hoje finda-se minha passagem pela Câmara de Guarapari, após 6 anos e 11 meses de muito trabalho. Tivemos erros, acertos, mas sem dúvidas saímos mais experientes”.

Por fim agradeceu a Deus, mas nem de longe citou o motivo da saída.

Fantasma das chuvas de 2013 rondando...

As fortes chuvas que caem no Estado lembram o fatídico dezembro de 2013, quando 24 pessoas morreram e milhares ficaram desabrigados. Embora tragam preocupação, o governador Renato Casagrande – que também era governador em 2013 – disse que a situação agora não é tão grave como a de seis anos atrás. “A proporção é muito grande, mas não tivemos chuva como em 2013, que atingiu o Estado todo e também Minas. A situação foi muito mais grave”.

GALERIA

De fora

Os municípios de Guarapari e de Santa Leopoldina foram os únicos que não aderiram ao programa Qualifica, do governo do Estado, de fortalecer a atenção primária em Saúde e levar mais médicos aos postos. As duas prefeituras foram procuradas para detalhar os motivos, mas não retornaram até o fechamento da edição.

Marcando presença

Quem ficou o tempo todo ao lado do governador, na visita que ele fez às áreas mais atingidas pela chuva em Viana e Cariacica, foi o prefeito de Viana, Gilson Daniel.

Ou um ou outro!

Bolsonaristas se dividiram na sexta entre os que comemoravam a República, originada com golpe militar, e os que pediam a volta da monarquia.

Estado de extremos

Espírito Santo: o estado que quando não sofre com seca e estiagem, se inunda em chuvas e alagamentos

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados