A luta contra a poluição do pó preto

Aladim Cerqueira é secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. (Foto: Divulgação)
Aladim Cerqueira é secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. (Foto: Divulgação)
Eliminar a poeira que foge ao Complexo de Tubarão e se dissemina pelas cidades da Grande Vitória tem sido uma demanda forte dos moradores, da sociedade civil e da imprensa capixaba.

A tarefa é desafiante, mas nela o governo do Espírito Santo, por meio da Seama e do Iema, em articulação com os ministérios Públicos Estadual e Federal, está atuando de forma determinada a construir avanços.

Essa luta teve um marco importante quando da assinatura do primeiro Termo de Compromisso Ambiental com a Vale do Rio Doce, em 2007, que redundou na implantação de barreiras de vento no entorno de pátios de minério e carvão, as chamadas Wind Fences, que se somaram à adoção de um conjunto de medidas que vêm sendo implementadas, seja em função do próprio TCA, ou da fiscalização que o Iema vem fazendo em suas vistorias.

A expectativa da sociedade capixaba de eliminação do pó preto nas suas varandas, geradas desde a assinatura do TCA, ainda não foi atendida, mas resultados já são observados nos dados da qualidade do ar, e nos anúncios de investimentos das empresas.

Os investimentos da Vale em controle de emissões atmosféricas a partir do TCA de 2007 elevaram a eficiência da produção da empresa a partir do ano de 2010, quando emitia 0,021 kg de poeira, passando a emitir em 2017 0,0052 kg por tonelada de minério produzido, um aumento de 75% em eficiência.

Com os novos investimentos previstos após as medidas apontadas no relatório da Cetesb, a empresa anuncia uma redução nas emissões difusas por tonelada de minério produzida para 0,0015 em 2023, ou seja uma redução de 71% em relação a 2015.

A Arcelor Mittal Tubarão informa que os novos investimentos previstos preveem uma redução de emissão de material particulado de 0,32 Kg por tonelada de aço e bobina produzidos em 2014 para 0,21 kg em 2023, a partir da implantação de apenas algumas medidas sugeridas no relatório da Cetesb contratado pelo Governo do Espírito Santo.

Com as ações já implementadas, os resultados de monitoramento da qualidade do ar para poeira sedimentável, na estação do Iema localizada no Hotel Senac, na Ilha do Boi, cuja fonte principal são as unidades do Complexo de Tubarão, mostra uma redução contínua, saindo de valores de até 16 g/m2/30 dias em 2009, para a ordem de 12 e 10 g/m2/30 dias nos verões de 2014 e 2015, e 7 g/m2/30 dias no verão de 2017/2018. É certo que fatores climáticos afetam esses resultados, mas é claro que as condições da qualidade do ar estão melhorando e, mais certo ainda, que os investimentos anunciados vão melhorá-las ainda mais.

Nesta semana de 27 a 31 de agosto, a equipe da Cetesb está em Vitória, trabalhando com o Iema e os Ministérios Públicos Estadual e Federal, visando analisar se os investimentos anunciados pelas empresas atendem à expectativa do Relatório de Metas e para aprovarmos os planos de trabalho que nortearão o segundo Termo de Compromisso Ambiental com a Vale e o primeiro com a Arcelor Mittal.

O ambiente institucional estabelecido, do diálogo entre empresa e governo, equilibrado pela chancela do Ministério Público, eliminando os processos judiciais e atacando via a engenharia na solução dos problemas nos faz ter a certeza que estamos no caminho da solução do pó preto.

Aladim Cerqueira é secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos


últimas dessa coluna


Cosmopolitismo e a ideia de mundo comum

O cosmopolitismo se funda na crença de que o mundo constitui uma grande pólis e que os seres humanos compartilham características essenciais que os unem, ou deveriam uni-los, em uma ordem global, que …


Mediação e arbitragem: boas práticas para o desenvolvimento

Em março, comemoramos o primeiro ano da Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem Findes/Cindes. Um espaço alternativo para a solução de questões jurídicas e acesso à Justiça com mais celeridade, …


A liberdade e os Princípios de Bangalore de Conduta Judicial

Nós, brasileiros, temos um baixo apreço por uma distinção fundamental. Falemos sobre o conceito de liberdade e a ideia de direitos e deveres. Se tenho um direito, do outro lado existe um dever. …


Porque odiamos

A excitação raivosa faz sangrar os dias. O veneno verbal destempera com fel o sabor da vida. A indelicadeza onipresente esgarça com garras afiadas os véus do pudor, os laços da lealdade e as tramas …


A primeira fake news da República

Espalhar notícias falsas é uma maneira relativamente barata de se fazer uma guerra informacional para arruinar reputações ou celebrar virtudes aparentes. Os instrumentos de comunicação super-rápida …


Capixaba relata emoção da Paixão de Cristo em Nova Jerusalém

"A Paixão de Cristo", em Nova Jerusalém, Pernambuco, atrai multidão, que se emociona diante do grande espetáculo de fé. A encenação ocorre em um espaço que é considerado o maior Teatro ao ar livre do …


A prevenção que salva vidas

“Uma pessoa inteligente resolve um problema. Um sábio o previne.” Essa frase, atribuída ao físico alemão Albert Einstein (1874-1955) poderia ser adaptada para quaisquer tipos de atividades preventiva…


A militarização da segurança pública no Rio de Janeiro

A morte do músico Evaldo Rosa dos Santos, quando sua família seguia para um chá de bebê em um veículo que foi alvejado com 80 tiros disparados por membros do Exército, vitimando também seu sogro e um …


O problema do alcoolismo após a cirurgia bariátrica

Vivemos num mundo que vangloria a ditadura do ser magro, corpo definido dentre outros. Ao mesmo tempo vivemos na época do fast food, comida cheia de calorias que leva a obesidade. Buscam-se dietas …


Outro lado da reforma da Previdência é possível

A atual proposta de Reforma da Previdência, se aprovada, gerará economia. Contudo, causará também um imensurável impacto social negativo, pois afetará principalmente os mais pobres que, durante toda …