Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

A importância dos conselhos de fiscalização profissional
Tribuna Livre

A importância dos conselhos de fiscalização profissional

Em tempos de discussão acerca da manutenção dos conselhos de fiscalização das atividades profissionais e até mesmo a dúvida que permeia a sociedade quanto à necessidade da existência de tais conselhos e qual seu real papel em prol da sociedade, algumas questões devem ser postas para que a reflexão seja, de fato, enriquecedora.

Os conselhos de fiscalização de forma geral são entidades que possuem como premissa máxima o dever de proteger e zelar pelos interesses da sociedade e assegurar o exercício profissional de pessoas qualificadas para prestar determinados serviços.

São deles o papel e a competência de orientar, normatizar e fiscalizar o exercício das atividades profissionais, proporcionando à população a segurança necessária de que tal serviço será prestado com qualidade, em observância à ética e respeitando as regras que norteiam cada profissão.

Em especial, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Espírito Santo (Crea-ES), é o responsável pela fiscalização de atividades profissionais nas áreas da Engenharia, Agronomia, Geologia, Geografia e Meteorologia, além das atividades dos Tecnólogos, Técnicos Agrícolas e Técnicos de Segurança do Trabalho. Instituição do Sistema Confea/Crea criada na década de 50, quando todos os profissionais e empresas de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do Espírito Santo eram vinculados ao Crea da 5ª Região, com sede na cidade do Rio de Janeiro.

O Crea-ES é o maior Conselho de Fiscalização Profissional do Estado, reunindo atividades profissionais que representam cerca de 70% do PIB capixaba. Hoje o Crea-ES possui 22.179 profissionais registrados e 6.973 empresas ativas. Soma-se a isso o grande número de Anotações de Responsabilidade Técnica – ART, emitidas anualmente.

Em 2018 foram 123.784 e, somente no primeiro trimestre desde exercício, já somam 35.850. Nesse cenário, podemos inferir que o registro dos profissionais e a obrigatoriedade de emissão de ART são controles preventivos.

Esse rigoroso controle preventivo visa coibir possíveis erros em obras e serviços, tendo como propósito a defesa e o desenvolvimento da sociedade que, muitas vezes, é vítima da irresponsabilidade de quem atua profissionalmente sem a devida qualificação, expondo os cidadãos a riscos incalculáveis. Além disso, os conselhos também desempenham atividades que buscam a valorização do profissional, oferecendo cursos e eventos em suas diferentes áreas de atuação.

Ainda no cenário dos conselhos, temos a participação ativa das entidades de classe, que desempenham um papel importante no desenvolvimento do nosso País. Elas compõem a estrutura hierárquica do Sistema Confea/Crea, por meio dos conselheiros que as representam. Estes, por sua vez, apreciam os assuntos inerentes à fiscalização e ao aprimoramento do exercício profissional, com foco na defesa da sociedade.

Assim, em tempos em que são cada vez mais comuns desastres e acidentes que poderiam ter sido evitados caso tivessem a devida fiscalização, o questionamento correto não é sobre a permanência ou extinção dos conselhos de fiscalização profissional, mas sim de que forma eles podem ser fortalecidos para que sua atuação seja cada vez mais eficaz. E “eficácia”, segundo Peter Drucker, significa nada mais do que “fazer as coisas certas acontecerem”.

Sandra Pimenta é advogada, administradora, especialista em Controle da Administração Pública pela Ufes, servidora do Prodest e superintendente do Crea-ES


últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Educação com segurança

Na semana passada tivemos, aqui nos EUA, a volta às aulas. Após quase três meses de férias, que coincidem com o período do verão americano, todos os alunos retomaram suas rotinas de estudo. Não …


Exclusivo
Tribuna Livre

Educação com segurança

Na semana passada tivemos, aqui nos EUA, a volta às aulas. Após quase três meses de férias, que coincidem com o período do verão americano, todos os alunos retomaram suas rotinas de estudo. Não foi …


Exclusivo
Tribuna Livre

A odiosa Devassa e os impostos nos tempos modernos

Durante o Século XVIII, o Brasil-Colônia arcava com elevada carga tributa, que lhe impunha o nosso insaciável colonizador, a Coroa portuguesa. A aludida tributação recaía sobre tudo o que era …


Exclusivo
Tribuna Livre

A PMES e a Guerrilha do Caparaó

O movimento conhecido com “a Guerrilha do Caparaó” é citado por vários autores, como a primeira tentativa insurgência armada contra o regime militar feita por ex-militares cassados e alguns civis, …


Exclusivo
Tribuna Livre

Drama na educação superior pública

A lógica perversa imposta pelo governo às universidades públicas está visível para toda a sociedade. A situação financeira dramática da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) é acompanhada com …


Exclusivo
Tribuna Livre

No rumo das boas expectativas

É certo em economia que os agentes econômicos adoram as boas expectativas e detestam as incertezas quanto ao futuro. Empresários de todas as áreas ficam sempre atentos quando se fala de aquecimento …


Exclusivo
Tribuna Livre

Estrabismo: um problema muito além da estética

Baixa autoestima, dificuldade de aprendizado, quedas constantes e o risco de perder parte da visão e comprometê-la por toda a vida são alguns inconvenientes enfrentados por crianças que convivem com …


Exclusivo
Tribuna Livre

Segurança Pública: responsabilidade de todos

É indiscutível o papel determinante das polícias na preservação da ordem pública, integrando obrigação constitucional dessas instituições, afiançar a segurança dos cidadãos em todos os seus aspectos. …


Exclusivo
Tribuna Livre

A leitura na formação humana

Certa vez ao ler uma frase compreendi, adequadamente, a importância da leitura em nossas vidas, a frase dizia: precisamos compreender que como o nosso corpo material precisa de alimento, o espiritual …


Exclusivo
Tribuna Livre

O desafio da maioria moral

O neofascismo não visa destruir a democracia como o fascismo da década de 20. Ele se caracteriza pelo esvaziamento da democracia liberal, daí a sua condição de democracia iliberal. O esvaziament…


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados