Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Por 263 a 227 votos, Câmara dos Deputados impede investigação de Temer no STF
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Por 263 a 227 votos, Câmara dos Deputados impede investigação de Temer no STF

Deputados da oposição fizeram protesto no plenário da Câmara. Foto: Agência Câmara

A Câmara dos Deputados rejeitou – na noite desta quarta-feira (02) – a abertura de investigação contra o Presidente da República Michel Temer, por um placar de 263 a 227 (2 abstenções e 19 deputados ausentes). A votação foi concluída por volta das 21h50 desta quarta-feira.

A oposição precisava de 342 votos (o equivalente a dois-terços) para que o relatório fosse derrubado e a investigação seguisse para o Supremo Tribunal Federal (STF).

A votação do relatório começou por volta das 18h20.

Com a decisão, os deputados livraram Temer de responder no Supremo Tribunal Federal (STF) a processo que, se instalado, provocaria o afastamento do presidente por até 180 dias. Agora, Temer responderá no STF somente após a conclusão do mandato, em 31 de dezembro de 2018. O procurador-geral Rodrigo Janot, porém, deverá apresentar outra denúncia contra Temer, por organização criminosa e obstrução de justiça.

Temer é acusado de corrupção passiva por ter supostamente recebido R$ 500 mil da JBS, entregues em uma mala a seu aliado, o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). Temer é o primeiro presidente a ser denunciado no exercício do cargo. Os líderes dos partidos começam no meio da tarde a fazer as orientações para a votação da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer.

A sessão começou por volta das 9h, com a fase de debates, e foi encerrada cerca de cinco horas depois. No início da tarde, começou a segunda sessão do dia, que, pelo regimento, pode durar quatro horas e ser prolongada por mais uma hora.

No Jornal A Tribuna desta quinta-feira (03), você acompanha a cobertura completa sobre esta votação.

 

Leia mais: Maioria dos deputados do Estado
vota a favor de investigação de Temer

 

Weslei Radavelli


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados