Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Promotor de vendas vítima de boato na internet tem medo de morrer

Notícias

Polícia

Promotor de vendas vítima de boato na internet tem medo de morrer


O promotor de vendas Gedeon da Silva, 48 anos, tem sido alvo de boatos na internet. Ele afirma que circulam em diversos grupos de uma rede social uma montagem onde ele é apontado como "pastor caloteiro". O conteúdo da mensagem, que expõe seu nome e número de telefone, diz ainda que ele estaria aplicando golpes em Marcílio Noronha, em Viana, e em Xuri, Vila Velha. A situação o faz temer pela própria vida. 

O promotor de vendas prestou queixa na Delegacia de Repressão aos Crimes Eletrônicos (DRCE) (Foto: Kadidja Fernandes/AT)
O promotor de vendas prestou queixa na Delegacia de Repressão aos Crimes Eletrônicos (DRCE) (Foto: Kadidja Fernandes/AT)

Gedeon soube o que estava acontecendo na quarta-feira (10), por meio da filha, a missionária Estefany Rodrigues. A jovem de 19 anos é a pessoa que está na foto ao lado do pai. "Ela me ligou dizendo que eu estava na internet. Na hora eu achei que fosse algo bom, mas depois ela disse que era grave", contou.

Após saber o que estava acontecendo, o promotor de vendas procurou a Delegacia de Repressão aos Crimes Eletrônicos (DRCE) e prestou queixa.

Ainda de acordo com ele, a situação tem afetado tanto a sua vida profissional quanto a pessoal. Em relação ao seu trabalho, ele tem medo que o boato o leve a ser demitido da empresa que atua há 16 anos.

Outro temor é o que pode acontecer com ele caso essas mensagens continuem a circular. "Tenho medo. Até que prove que focinho de porco não é tomada, eu já morri", enfatizou.

Mesmo com essa confusão, Gedeon diz que, caso descubra o autor dessa montagem, o perdoaria. "Mas aqui na terra, ele terá de pagar pela Justiça", concluiu.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados