Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Compass com mais equipamentos
Sobre Rodas

Compass com mais equipamentos

A Jeep acaba de lançar no mercado nacional a linha 2020 do utilitário esportivo Compass. O modelo – que foi o SUV mais vendido no País por dois anos seguidos (2017 e 2018) – chega trazendo como principal novidade uma lista maior de itens de série.

Na versão topo de linha, o teto solar, que era opcional, agora vem como item de série (Foto: Assessoria / Jeep)
Na versão topo de linha, o teto solar, que era opcional, agora vem como item de série (Foto: Assessoria / Jeep)

Agora, para todas as versões, há chave presencial com partida por botão (Keyless), acendimento automático dos faróis e sensor de chuva. A partir da Sport (de entrada) há a opção de cor perolizada Branco Polar. Segundo a FCA, é a tonalidade mais procurada em outras versões do modelo.

A partir da configuração Longitude há retrovisor interno eletrocrômico e acendimento automático dos faróis, além dos itens da versão de entrada, Sport. Como opcional, o Compass 2020 Longitude ganha o auxílio de estacionamento Park Assist.

Para as variantes Limited e Trailhawk, a linha 2020 traz ajuste elétrico do banco do motorista como item base. No topo da gama está a série especial S, que é a mais completa, e que ganhou teto solar, que era opcional, como item de série.

Com as novidades, os preços do modelo foram reajustados e ficaram entre R$ 3 mil e R$ 8 mil mais caros. Eles variam agora de R$ 116.990, na versão de entrada, a R$ 195.990, na topo de linha. Ao todo, o carro – que é produzido em Goiana, Pernambuco – está disponível em sete versões.

Motorização
Sob o capô, não há modificações. São duas opções de motor 2.0 quatro cilindros. O aspirado flexível de até 166 cv e 20,5 kgfm está disponível na Sport, Longitude e Limited, sempre associado ao câmbio automático de seis marchas. Já o 2.0 turbodiesel rende 170 cv e 35,7 kgfm e a transmissão é a automática de nove velocidades.

Desde 2019, as revisões programadas do Compass devem ser realizadas a cada 12 mil km em veículos flex e 20 mil km em veículos a diesel ou a cada 12 meses, o que acontecer primeiro.
O modelo soma, no total, mais de 150 mil unidades emplacadas no País desde outubro de 2016, quando começou a ser fabricado e vendido no Brasil pelo grupo FCA.

Ram 2500 vem em nova geração por R$ 290 mil
A picape “gigante” Ram 2500, produzida pelo grupo FCA, está de volta ao Brasil. A nova geração do modelo já está em fase de pré-venda por R$ 289.990. As entregas começam em novembro.

A dianteira da picape  Ram 2500 ganha faróis mais horizontalizados  e cromados por toda parte (Foto: Assessoria Ram )
A dianteira da picape Ram 2500 ganha faróis mais horizontalizados e cromados por toda parte (Foto: Assessoria Ram )
Ela será vendida em versão única, Laramie, com tração 4x4 e motor de 6 cilindros, 6.7 turbodiesel, que rende potência de 365 cv e torque de 110 kgfm. O câmbio é automático de seis marchas.

Externamente, a dianteira da Ram 2500 ganha faróis mais horizontalizados e cromados por toda parte. A grade, com a inscrição Ram no centro, vai até a altura do capô. Na traseira, há lanternas de formato convencional com iluminação em LED.

A nova 2500 também traz novidades no interior. A principal é a central multimídia com tela horizontal de 12”. Além das funções de áudio e navegação, ela também agrega comandos de ventilação.

Entre os equipamentos, há ar-condicionado e quadro de instrumentos digital, caixa de compartimentos com tomada de 110V na caçamba, volante com aquecimento, pedais com ajustes elétricos, controles de tração e estabilidade, além de acesso e partida sem a necessidade de chave nas mãos.

Vale lembrar que a Ram 2500 só pode ser conduzida por motoristas habilitados na categoria C, válida para caminhões. Isso porque ela possui peso bruto total (PBT) acima de 3,5 toneladas, valor máximo permitido pela categoria B, para veículos de passeio.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados