Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Coitadinha, eu?!
Claudia Matarazzo
Claudia Matarazzo

Claudia Matarazzo


Coitadinha, eu?!

Você já deve ter notado que, ultimamente, o humor geral anda mais para baixo do que para cima. E, nós mulheres, temos um agravante: quando mal-humoradas, temos uma tendência a nos achar feias, por baixo, menos que a outra etc...

Bobagem claro, de repente, por um nada, muda o humor e nos achamos melhor e mais bonitas do que a mais espetacular famosa da hora. Beleza. Isso funciona quando é apenss uma questão de cuca. Mas o contrário pode acontecer: por conta de um visual fora da curva, passar a ideia de coitada ou... vulnerável.

Ora, em plena era do empoderamento das mulheres e resgate do feminismo, você não vai querer passar uma imagem profissional de coitada, fraca ou “desempoderada”, certo?

Ainda mais, falando de visual para o trabalho...

Acredite, há alguns itens que acabam por enfatizar esse aspecto sem que você perceba...

Roupa preta puída – Ou com bolinhas e pelos. Se quiser usar preto, assegure-se de que não seja “básica”. Caso contrário, pode acabar com aparência “cansada” .

E, principalmente, confira sempre se não está com bolinhas, linhas ou pelos – que traduzem desmazelo e pouco caso.

Bolsão – As maxibolsas perderam espaço para bolsas médias e estruturadas.

Nada de bolsas imensas, como sacos de couro estufados. Se escolher usar uma dessas, atenção para que a alça não seja longa a tiracolo – o que pode dar uma impressão de que está carregando um fardo nos ombros...

Sacolinhas plásticas – Nem precisa ser as de supermercado...

Muita gente improvisa e, em emergências, usa sacolinhas como bolsa auxiliar. Beleza. Se precisar de uma extra, tenha sempre à mão sacolas recicláveis. Pode ser em tecido, material reciclado, o que for... mas as de plástico, molinhas e vilãs da ecologia, não rolam...

Capinha de celular suja ou maltratada – A gente não percebe, mas as capinhas, dependendo do material, podem escurecer, amarelar (como o silicone), encardir, riscar... enfim, ficar medonhas!

E pior, ficam sempre à vista, como um cartão de visitas refletindo nosso estilo...

Sapatos do tipo chinelo – Não estou falando das “legítimas”, que ganharam o mundo e continuam em alta. Mas chinelos de tiras, que se arrastam, superconfortáveis claro, mas que não ajudam em nada para um visual bem acabado. Sim, o momento é de descontração e informalidade mas, se a ocasião é profissional, é bom lembrar que esse tipo de chinelo tem hora e
lugar.

Ah, você só tem chinelos de pedrarias superelegantes? Beleza.

Mas não dá para trabalhar de calcanhar de fora e arrastando chinelinhos, mesmo com pedras faiscantes, tá?

Está achando esse papo fútil e raso? Pode até ser... mas, assim como hoje todas as especialistas em moda insistem que óculos escuros grandes e chapéu Panamá conferem um ar de rica e poderosa às mulheres, determinados itens podem sim, “enfraquecer” a imagem de qualquer um...

Ok, talvez você não concorde com esses itens específicos, mas pode começar a pensar em alguns outros, preste atenção, se ligue e não acredite nesse papo de “total informalidade e desconstrução” da moda...
 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

últimas dessa coluna


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Para casar mundo afora

Hoje virou moda o destination wedding – ou seja, casar-se em outra cidade ou mesmo em outro país, com uma festa para menos pessoas, mas, em uma comemoração mais longa junto aos convidados, muitas …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

A melhor maneira de lidar com gente difícil

Todos nós temos pessoas difíceis em nossa vida: elas nos deixam loucos e, muitas vezes, perto de perder a razão, pois são irritantes, frustrantes e exaustivas. Tive um pai difícil, escolhi um marido …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Vamos falar sobre segurança psicológica?

Sim. Você leu certo – e se prepare que hoje estou irritada – quem nunca? O mundo anda muito chato: cheio de mimimi (para usar gírias em voga), mas completamente sem respeito. Cito como um dos …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Governistas dominam redes sociais nas últimas 72h

Apesar do “recesso branco” e do clima de férias no Congresso, os parlamentares governistas concentraram os esforços nas redes sociais. Governistas lideram o volume de publicações, curtidas, comentári…


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Como pedir retorno da entrevista de emprego?

O pior já passou: você foi chamado para uma entrevista naquela empresa para onde mandou seu currículo. Parecia superdistante a possibilidade, mas não é que, de repente, chegou o aviso, o dia da …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

TCU identifica outro superfaturamento na Ferrovia Norte-Sul

O Tribunal de Contas da União identificou superfaturamento em mais contratos referentes a obras da Ferrovia Norte-Sul, desta vez no trecho Ribeirão do Tabocão - Palmas (TO). Em 2017, o Ministério …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Economia no casamento: 10 itens que podem ser dispensados

Que o mar não está para peixe para quem quer fazer uma linda festa de casamento já entendemos há, pelo menos, dois anos. Aliás, não está fácil nem para pagar as contas do dia a dia... Também …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Como escolher as madrinhas

Aí você percebe que uma de suas aliadas não está nem um pouco animada com o seu casamento e, ainda, está atrapalhando o andamento dele. E agora? Bom, é uma situação bem complicada, ainda mais com …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Tradições e superstições de um casamento italiano

Quando se fala em “Wedding Destination”, o campeão dos destinos é Toscana, na Itália, onde se fazem casamentos lindíssimos – sonho de 9 entre 10 noivas que se casam fora do Brasil. Mas podemos …


Exclusivo
Claudia Matarazzo

Emprestar ou não, eis a questão!

Emprestar é ceder temporariamente a alguém algo que é seu. O conceito é simples, mas o emprestar envolve confiança e desapego. E, muitas vezes, amizades ficam estremecidas por conta de empréstim…


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados