Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

A intolerância do preconceito
Tribuna Livre

A intolerância do preconceito

Mais uma vez, ficamos chocados com ondas de ataques simultâneos às pessoas inocentes, morrendo, sem motivo aparente, senão à cor que mais uma vez se manifesta diante do racismo radical, abalando a maior potência mundial!

Nesta caçada mortal, ficamos a pensar com quem estamos lidando, se nem mesmo conseguimos ligar a irmandade ao mesmo berço que nos gerou! No desejo cruel, não enxergamos quem é nosso irmão!

Atualmente, trabalhamos em nós um olhar voltado ao caminho da aceitação do outro. Na verdade, se reverte na forma de receber quem chega não olhando para sua imagem, e sim pelo que é e possui, para contribuir e agregar valores e conhecimento a todos.

Mas afinal: o que passa na cabeça de alguém com tanto ódio pelo outro, motivado a tirar vidas como forma de mostrar sua indignação, colocando-se de forma soberana no julgamento da cor branca ser privilegiada?

Assim, nos remetemos novamente ao Holocausto que foi palco de tanta dor e lembranças tristes que ainda permeiam nos pensamentos de quem sobreviveu, e, percebemos a existência de pessoas hoje, com o mesmo perfil e um alto nível de intolerância com aquele que não é igual.

Não podemos deixar de citar o Brasil, no caso das decorrentes violências contra a mulher, e o grande número de vidas que são ceifadas quase todos os dias. A obsessão tem se mostrado de forma cruel onde o predador deseja ver seus desejos realizados com torturas físicas e psicológicas, estupros e, um dia este já saciado, sacramenta dando ao outro sua própria sentença: é hora de morrer!

Não é a questão da raça e nem da fragilidade, é a violência que já se enraizou na mente do sujeito (a), e seu desejo é em qualquer momento propício, tirar a vida de alguém como uma forma de punição e para si: realização de ver sangue jorrando como fonte inesgotável de um prazer sádico.

A raiz do mal já faz parte do nosso cotidiano. E não encerra a corrente que a cada dia vem se mostrando mais forte com seus elos contaminados de fúria e ódio e, sem controle se alojam em nossos lares fingindo ser um cordeiro.

Afinal, onde se encontra o respeito à diversidade e à empatia que atualmente é tão trabalhada nas empresas, igrejas, comunidades, Ongs e outros, como forma de pensar em um mundo feito de igualdade para todos que são diferentes de nós?

Não é apenas a cor, são vários requisitos que se formam a mente com este perfil não enxergar o mundo como uma grande aldeia global. A diversidade existe. Negar este olhar é ignorar nossa própria existência, pois na verdade: somos todos diferentes!

Assim, porque não aceitar que estamos aqui para formar um mundo de elos? Elos que foquem amor, respeito à vida, acolhimento e mudança de pensamentos que possam florescer em solo fértil sementes. Sementes que façam brotar a tolerância, o respeito e à vida de todos que independente da cor, quer fazer parte do mundo, com direito à vida!

Nas palavras da antropóloga Isabela Oliveira Kalil, da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, diz: “A construção da diferença é universal, o preconceito, não.
Embora vivamos com a sensação de que existe um suposto padrão de normalidade, é preciso depurar o pensamento: nada tem característica neutra a ponto de ser considerado normal. Somos todos diferentes em relação a alguma coisa”.

Maria Scardua Passos é pedagoga e psicanalista clínico.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Austeridade, o caminho da pobreza

O senso comum atribui às finanças públicas o mesmo raciocínio que aplicamos à economia doméstica. Um exemplo é a percepção de que não se pode gastar mais do que o que se ganha. Neste texto, …


Exclusivo
Tribuna Livre

Um Barracão de memórias

Bianualmente, sempre no mês de julho, ex-alunos do antigo Colégio Agrícola de Santa Teresa se reúnem para um grande encontro festivo. Memórias de um período de vida que marcou toda uma geração, e na …


Exclusivo
Tribuna Livre

A nova cobertura dos benefícios do INSS

O Governo Federal poderá abrir uma concorrência para acabar com o monopólio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na cobertura dos chamados benefícios de risco não programados, como auxílio-d…


Exclusivo
Tribuna Livre

A pasta para dentes e a propaganda abusiva

No Ocidente, os egípcios e gregos foram os primeiros a compor uma mistura para limpar os dentes. A fórmula era bastante variada (cinzas, casca de ovo, pedra-pomes, ervas, carvão, hortelã...). …


Exclusivo
Tribuna Livre

A música romântica e a visão de mundo

Em 1995 escrevi algo sobre a as diferenças entre o romantismo pós-wagneriano e o estilo francês (impressionista, pós-impressionista, de Stravinsky, de Satie, etc). Hoje, retomo ao tema, estando …


Exclusivo
Tribuna Livre

Mercado de trabalho e o profissional do futuro

Com um mercado de trabalho que muda a cada dia, muitos profissionais ficam em dúvida sobre qual caminho seguir. Afinal de contas, vale a pena investir em uma profissão do futuro? Quando é o momento …


Exclusivo
Tribuna Livre

Isenção do “imposto sobre a herança” no Espírito Santo

Como defensor público titular da 2ª Defensoria de Órfãos e Sucessões de Cariacica efetuo diariamente orientações aos meus assistidos sobre as regras legais para a elaboração de inventários e …


Exclusivo
Tribuna Livre

Dragagem ainda não trouxe os resultados esperados

As obras de dragagem no Porto de Vitória foram concluídas em outubro de 2017. A tão esperada dragagem previa que o canal passaria de uma profundidade de 11,7 metros para 14 metros e de 11,7 metros …


Exclusivo
Tribuna Livre

Competindo com eficiência

O Espírito Santo é o maior produtor mundial de pelotas de minério de ferro e o terceiro maior produtor de aço do Brasil, sendo que, juntos, os dois setores representam mais de 20% do PIB estadual, …


Exclusivo
Tribuna Livre

A polêmica “PL do saneamento”

Desde a edição da Medida Provisória (MP) 868 no ano passado, a necessidade de se estabelecer um novo Marco Regulatório sobre Saneamento Básico no País está em voga. É que na última década, os …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados